segunda-feira, 4 de abril de 2011

Mensagem...

Ao assistir o filme, pude perceber o quanto a ciência, filosofia esta ligada nos dias de hoje! Ele narra um encontro entre três pessoas, um escritor, outro que pretendia ser o presidente do Estados Unidos, e uma moça, cientista, que vivia em conflito com sua filha.
Está por si, afirmava que a mãe não pensava e não fazia nada além do que ler, e ficar falando de suas teorias científicas. Todavia, a mãe ao encontrar esses dois homens, ela conseguiu expressa seus pensamentos e até mesmo seu sentimento em relação ao mundo.
Ela deixa claro que, o homem era o grande inimigo da natureza, porém, hoje, a própria natureza se revolto contra o homem, e é por isso que há o efeito estufa, as catástrofes ambientas que ocorre nos dias de hoje. Para finalizar, o filme me deixou a mensagem que a ciência sempre está junto com o nosso dia dia, e que cada ação, gera uma reação
BESTA É TU !!! O pensamento cartesiano foi importante, mas está ultrapassado. Não podemos acreditar em soluções dualistas simplistas, que não vão além da ação paleativa agindo nos efeitos e não em suas causas. Ele já não nos dá as respostas de que precisamos, já não comtempla nossa realidade, precisamos de algo mais completo, e com isso mais complexo pois a realidade é complexa. Besta é tu, que não vive esse Mundo ! na canção dos Novos Baianos percebe-se a necessidade do pensamento complexo, como demostrado no filme e mais ainda é necessário viver as relações socias em sua plenitude ! A beleza da vida está na simplicidade das relações sociais que a cerca. Precisamos nota-las contempla-las vivencia-las. ================================ Arlei Rosa dos Santos SS noturno -------------------------------------------------------
video

"Precisamos de uma nova visão de mundo."

Para Descartes, o mundo era apenas uma máquina. No entanto, percebemos que "ver o mundo como máquina pode ter sido útil por 300 anos, mas essa percepção, hoje, além de errada, é nociva.". Sabemos que o mundo muda mais rápido que a percepção das pessoas; mas também, as coisas mudam tão rápido nas mãos do homem. Tudo isso é refletido hoje, os tempos mudaram; logo, precisamos de uma nova maneira de entender a vida. "É tolo uma sociedade apegar-se a velhas ideias em novos tempos, assim como é tolo um homem tentar vestir suas roupas de criança." (Thomas Jefferson) Se as ideias que pensadores nutriam sobre o mundo há séculos atrás mudaram, nos dias de hoje não é diferente. A ciência tem sido usada para propósitos planejados que interessam apenas à um grupo de pessoas com capital elevado. Florestas imensas são devastadas, pessoas passam fome, o capital não é bem distribuído, a natureza está pedindo socorro, há guerras por toda parte e por diversos motivos; as pessoas, plantas e animais estão morrendo, a corrida armamentista está crescendo, pessoas fazem abominações apenas por poder, a população está sendo manipulada... Um fato que chama atenção, seria que as pessoas, atualmente, têm estado mais preocupadas com o presente, o conforto e bem-estar de sua geração. Mas e as gerações seguintes? É esse o mundo que queremos para os nossos filhos? Precisamos de uma sociedade sustentável em que nossas necessidades (básicas) sejam satisfeitas sem diminuir as possibilidades da próxima geração. Como fazer isso? O primeiro passo é admitir que há algo errado. Não me atrevo a dizer que o mundo se tornou um lugar "ruim" agora. Não! Tudo o que somos hoje, é apenas um reflexo das sociedades anteriores. O mundo não é ruim, ruim é a ganância das pessoas, que insistem em querer ter mais do que os outros. O que há de errado em sentir-se feliz apenas com o básico? O que há de errado em compartilhar? Não há nada errado em querer um mundo melhor! Por que tudo se resume a poder? Acredito que vivemos em uma constante ditadura invisível, onde somos ditados a ser do jeito que querem que sejamos. Somos apenas tolos em meio a pessoas que têm o poder. Acreditamos no que devemos acreditar e não refletimos nas ideias que estamos seguindo. Hoje em dia, se tentamos mudar algo que já é estigmatizado, não somos aceitos, porque quando se contraria a opinião pública, ela se vira contra você. Sobretudo, como devemos agir? Em primeiro lugar, aceitando que "o mundo não é mais como antigamente" e que há algo de errado. Algo que precisa mudar, mas que não tem feito o mínimo progresso atualmente. Acredito que a mudança está em cada um de nós!


Taowanah Vizoto - 1° ano de SS - diurno

A Ciência do bem e do mal




No filme Ponto de Mutação , haviam 3 opiniões diversas , mais ainda sim um respeito mutuo , dessa forma abrangendo vários assuntos , como por exemplo a poluição, a escassez de recursos naturais ... a problematização da sociedade em sim.



Ele nos leva a pensar como seria se a ciência fosse usada de uma forma diferente ,afinal a ciência é extremamente útil para humanidade , mais tudo depende da forma a qual ela é utilizada. E muitas vezes a de se pensar , que em muitos casos para a evolução da ciência coloca-se em risco a humanidade e a natureza .


Sendo assim podemos concluir que , a ciência e as outras coisas as quais necessitamos não podem ser vistas separadamente , mais sim como um só .



Beatriz S. Araujo - 1° SS Diurno

Os sistemas como um todo



Em Ponto de Mutação, os personagens de diferentes àreas do conhecimento, sendo esta política, científica e das letras (o poeta), discorrem sobre diversos pontos cruciais à interpretação humana, como o advento das criações científicas para o “bem” ou para o “mal”, dentro deste contexto, a cinetista cita o caso das vítimas do trabalho científico, como no caso da bomba de Hiroshima, no qual ninguém foi responsabilizado embora alguém estivesse por trás da criação, completa que a ciência nos é ensinada como se fosse verdade absoluta os trabalhos muitas vezes não são questinados e são entregues sem perguntar sobre seus valores. Por outro lado, o político contrapõe “ Como saber os perigos da engenharia genética se não peguntar à um cientista? A ciência tem seu preço”. Dentre os inúmeros questionamentos e idéias citadas estão; O quanto se totura o planeta? ; Quão patriarcal é o mau existente nos homens e mulheres?; Possuímos idéias fragmentadas e temos crise de percepção; falta-nos idetidade para nossos pensamentos; As coisas, assim como os elétrons manifestam-se como um padrão de probabilidade, uma potencialidade de existir e não se sabe se percorrem um caminho definido, assim sendo de acordo com as probabilidades existentes, são as possibilidades das coisas serem diferentes do que se apresentam.

Ao fim da discussão chega-se a idéia de que as ciências e as coisas não podem ser vistas isoladamente, somos membros de um sistema energético maior, um sistema vivo biológico e social no qual existem troca de fótons e elétorns e mantém certo nível energético, um sistema composto por relações entre seus comonentes. Segere que estamos “No meio da dança cósmica da criação e da destrição”.

Cássia Regina Rosa Ano de Serviço Social - Diurno

Consciência e a visão pelo mundo

         
                                                                  


          O filme relata o dialogo de três pessoas, a cientista, o poeta e o senador, eles debateram sobre vários assuntos, Por exemplo: medicina, tecnologia, ciência e outras discussões.

          No decorre da conversa, eles descobriram que as pessoas precisam viver no presente e aceitar novas ideologias e novos conceitos, pois se o indivíduo viver preso ao passado é como um adulto querer usar suas roupas de criança.

          Podemos dizer que todas as pessoas têm uma sala de tortura dentro de si, porém não sabem disso, como na hora da escolha, seja pela preferência ou prioridade, ou seja, conflito entre lado emocional, psicológico e às vezes físico também.

          Somos ensinados de que a ciência é a verdade e a tecnologia é o avanço do mundo contemporâneo, mas na verdade o descobrimento na ciência não é para o bem estar do homem e desenvolvem tecnologia somente na parte de armamentos que são utilizados na guerra.

          O intelectual e o racionalismo do homem só destroem a natureza e exploram os seres humanos, pois quanto mais se progredir, piores são as conseqüências, no entanto a ciência caminha junto com a tecnologia, se todos aceitarem a mudança e deixar de ser individualista, com certeza mudará o comportamento das pessoas.




     
     Chu Hsien Jung    1º ano de Serviço Social - Diurno    

Relações e Conexões


Ponto de mutação nos mostra três pontos de vista, um político, um artístico e um científico,
os pontos de vista se colidem para tentar
discutir o progresso da humanidade
e tentam simplificar esse progresso,
mostrando que não devemos tratar
as coisas individualmente e sim de
forma conjunta, estabelecendo relações e
conexões com o meio.
O dialogo é bem envolvente e a bela musica de Philip Glass nos proporciona grandes aspirações ao ver o filme.
"Quando a última árvore tiver caído, Quando o último rio tiver secado, Quando o último peixe for pescado, Vocês vão entender que dinheiro não se come." (Greenpeace) Música: Waiting for the end - Linkin Park Vídeo feito por: Karen Tidori Kuboyama - 1ºSS Diurno
video

Pensamento revolucionário.


Para Bacon é essencial que o homem rompa com opassado para entender a natureza de um ponto científico sem a interpretação de um ponto de vista religioso.

Bacon também explica que o ser humano deve utilizar da natureza desenfreadamente para retirá_la todos seus recursos,para que o homem deva evoluir em todos os aspectos incluindo a tecnologia a partir dela.

Já para Descartes o homem faz parte do meio ambiente,então se destruir a natureza será a si mesmo que estrá se destruindo. E mesmo fala que o ser humano não é nenhum ser soberano em relação aos demais, e sim mais um integrante que faz parte do ecossistema para a sobrevivênia de todos os seres.

No filme pontosde mutação relata que a ciência pode ser desenvolvida para o bem eo mau da humanidade,dependendo para que fins ela é colocada em prática. E que índividuos relatam suas as ideologias a partir de seus conhecimentos adquiridos de sua realidade. Assim as percepções de mundo se transformam e crescem com o passar do tempo.


Valdirene Viviane do Nascimento.Serviço Social 1º Ano Noturno.

Uma nova visão de mundo......


Qual será o "ponto de mutação"?Talvez já passou o tempo de encontrá-lo.Já nos tornamos pós-modernos no entanto continuamos a enchegar os homens e suas relações com o meio atravês das ciências obsoletas.Passamos a enchegar as relações humanas num todo extremamentes maquinizadas(descartes), a natureza passou a ser escravizada e utilizada sem limites(bacon).Mas já está mais que claro que dessa forma estamos destruindo o mundo e os nossos sentidos.É tempo mudarmos nossas perspectivas e a nossa visão de mundo.Presimos deixar de ver o mundo e as pessoas fragmentadas,mas sim,como parte de um único sistema "vivo"repleto de conexões e relações....

Andressa Vanusa Camargo-ss noturno

Razão, conexão, emoção.... Mas qual a solução?


Um político, uma cientista e um poeta conversam sobre suas diferentes visões de mundo.
O político defendendo a razão, a cientista defendendo a natureza e novos conceitos da ciência, e o poeta as emoções e sentimentos. Muitos assuntos importantes foram discutidos por eles. Desde o início gostei das idéias da cientista, sábia, defendia a natureza, e estudava novas descobertas que estão além da razão. Mas depois de ouvir o poeta observei uma certa frieza da cientista em relação as emoções . Já o político me fez pensar como seria a solução para os problemas do mundo. Parece ser fácil pra quem está no governo mudar o mundo, mas talvez não seja tão fácil assim. Não há uma medida que resolva tudo de uma vez e agrade a todos. Acho que a solução para as questões abordadas no filme está na mudança da educação. Para as coisas melhorarem tem que mudar a visão de mundo das pessoas, desde o pré escola ja ser ensinado para as crianças a importância da natureza, a necessidade da sustentabilidade, e também deve ser desde cedo ensinado valores , princípios de qualidade de vida para formar adultos conscientes e capazes de lutar por um mundo melhor.

O Quebra-Cabeça e a Sociedade

   Em uma não tão bela tarde de segunda-feira a Peça de um quebra-cabeça começa a pensar se ela é ou não importante para todo o resto. Ela não chega a uma conclusão e resolve ir embora. O resto do quebra-cabeça fica aos prantos, pois sem aquela peça não teria como o desenho ser completado.
   A Peça a fim de encontrar uma resposta anda pela rua a procura de alguém que possa responder sua dúvida. Ela encontra a Sociedade. Uma senhora bem vivida, cheia de pré-conceitos, preconceito, medos, alegrias e também  uma sacola de sentimentos e experiências.
   A Peça pergunta: - Senhora Sociedade, a senhora acha que eu sou importante para o resto do quebra-cabeça?
   A Senhora Sociedade sem pensar duas vezes, responde: - É claro. Você é importante.
   - Mas por qual motivo eu seria importante?
   - Pelo simples fato de que você faz parte de um todo. E para ele ser um todo você precisa estar nele.
   - E eu sozinha não sou um todo?
   - Você é sim um todo. Pode ser considerada separadamente, mas não pode negar seu todo. Sem você eles ficam incompletos.
   A Peça satisfeita com a resposta da senhora Sociedade volta para o seu quebra-cabeça.

Moral: Não é possível viver só e é preciso haver o equilíbrio em todas as relações.

“Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar (...)” (Donne, John)


Amanda A. Aziani, 1° ano de Serviço Social - Diurno

Percepções do mundo


Através da ciência, podemos perceber as diversas transformações, mudanças que ocorreram no mundo. No filme, 'Ponto de Mutação', é deixado claro essa percepção. Neste, sendo as personagens uma física, um político e um poeta, são gerados vários assuntos que leva a uma certa discussão. Assuntos estes citados que nos permitem a uma reflexão, como por exemplo, a relação do ser humano com a natureza, a necessidade de uma nova visão do mundo, as percepções que temos que obter sobre os fatos, as conexões que existem entre as pessoas que ajudam a dar sentido às coisas, a ciência que através da experimentação transformou a vida dos seres humanos pelo fato de proporcionar, gerar a tecnologia e a transformação.


Jéssica Garcia Pereira - 1º ano SS (noturno)

Isto, esta me matando!


Vivemos simplesmente visando o nosso interesse, enquanto o homem não parar com essa mentalidade capitalista exploradora e consumidora seremos como um relógio.


Precisamos e devemos começar a olhar o mundo de uma forma diferente. Não é resolvendo um simples problema que acabamos com o todo, temos que buscar o inexplicável, talvez não seja gastando milhões de dólares no desenvolvimento de novas tecnologias para a medicina que vamos acabar com as doenças, mas talvez seja economizando e alimentando-se melhor que vamos evitar as doenças.


Seja ele qual for, hoje qualquer pessoa é detentora de um certo conhecimento, tanto um médico como um mendigo. Se ficarmos dentro de uma sala pesquisando, analisando, lendo e escrevendo não seremos capazes que conseguir interpretar o mundo da forma que ele realmente é. Se é que queremos? Mas devemos.


Mas para mim o feio, não é aquele que fala errado, mas sim, aquele que fala correto e não vive aquilo que diz.



Marcos Limonti 1º SS Noturno

" Nenhum santo sustenta-se só"

O homem sempre buscou, insasiavelmente as respostas para as perguntas que norteiam sua vida. No filme Ponto de Mutação essa busca ocorre no diálogo entre os três personagens, o poeta, o político e a física, que questionam a forma como o sistema carrega seus problemas. O ponto de partida para a discussão começa com uma crítica da física a uma metáfora usada por Descartes " Vejo o corpo como nada mais que uma máquina ", onde seria possivel analisar as partes separadamente para chegar a um todo, para ela essa visão é ultrapassada, assim, os problemas só serão resolvidos na política, na economia,etc... quando nós começarmos a pensar no mundo como um todo, nas relações existentes nele e no modo como estamos conectados a elas e aos outros seres. Amanda de Melo Barbosa ,SS, primeiro ano, diurno.

Busca pelo Equilibrio

Nos séculos XVI e XVII época conhecida como Idade da Revolução Cientifica, se destacam pensadores como Francis Bacon que acreditava na ciência com uma forma de explicar e interpretar a natureza. E René Descartes com seu plano cartesiano onde se racionalizava todas as coisas. Porém o filme Ponto de Mutação, baseado no texto de Capra, traz questionamentos sobre as teorias desses pensadores. Mesmo com todas as explicações e interpretações buscamos o melhor para a natureza ou racionalizando tudo não seremos pessoas frias e com uma visão mecanizada das coisas? Portanto devemos buscar um equilíbrio para que tenhamos uma boa relação com o mundo.


Aline Barbosa Cardoso, SS 1 ano noturno