domingo, 17 de abril de 2011

A ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE

O positivismo usa o abstrato, aquilo que sai das idéias para uma linguagem real, positiva, transformando idéias em coisas concretas que sejam úteis para a sociedade. O Positivismo entende as revoltas, a forma como elas manifestam na sociedade. O positivismo existia para as coisas voltarem a ordem, esse é o estimulo de Comte para propor uma nova ciência uma ciência positiva, com mecanismos reais de funcionamento, onde a tendência da evolução humana é chegar a uma explicação única, onde deve existir leis que regem a sociedade, e elas tem de ser estudadas e explicadas, sendo então o positivismo a nova ciência da sociedade. Comte tinha uma visão de progresso, com uma idéia de onde a principio existia a Teologia, depois surgiu algo maior que para ele era o Metafísico e por fim o Positivismo, que tinha a função de ordem da sociedade, a organização das classes sociais e o desenvolvimento da nação, o “tal progresso”.

Novo estágio do conhecimento



Augusto Comte em sua obra "Os Pensadores " aborda sobre o Curso de Filosofia Positiva. Ele retrata um período de grandes revoluções. O positivismo surge na tentativa de curar as patologias sociais.

Para Comte nosso conhecimento passaria por três estágios. No Estado teológico seria como se os fenômenos acontecem devido agentes sobrenaturais. No Estado metafisico esses agentes foram substituídos por forças abstratas. Já o Estado positivo preocupa em descobrir , aliando raciocínio e observação.

O Positivismo é uma ciência que auxilia no funcionamento da sociedade, mantendo a ordem. Assim como Bacon achava que a natureza deveria ser domada,Comte acreditava que a sociedade deveria ser domesticada, transformando o fervilhamento social em ordenamento, acalmando as massas. Fazendo a população entender que cada um tem sua função social.





Livia de Paula Barbosa - 1° Serviço Social - Diurno

Ordem




Para entender a filosofia positiva deve-se primeiro ter uma visão geral do espírito humano, considerando o seu conjunto. Esta filosofia surgiu a partir das revoluções e trabalha os papeis detalhados da sociedade, tentando manter cada órgão em seu devido lugar.

Comte acreditava, dentro do positivismo que havia uma necessidade de manter-se uma ordem social. Para explicar esta ordem é possível citar um exemplo que é utilizado desde a antiguidade, muitas famílias para manter o nível cultural, religioso e aquisitivo incentivam seus filhos a se relacionarem com pessoas do mesmo nível, para então manter seus padrões.

A frase que se encontra na bandeira do Brasil: Ordem e progresso é um pensamento da filosofia positiva. Comte explica que a sociedade deve permanecer em ordem, para que então seja possível obter o desenvolvimento desta sociedade.


Fernanda Meneghel Justi - 1ª ano Serviço Social Diurno

A ciência da Sociedade


Para Comte faltava uma ciência que pudesse estudar a sociedade. Esta deveria ser observada de principio para depois prever o que viria.

Em seus estudos, ele conclui o quanto o homem cresceu no mercado, porém um mercado que não é voltado para as necessidades do homem, mas sim para a economia e o lucro .

É o que vemos atualmente, o homem se submete a stress intenso, vive para o trabalho, e isso se faz, não para suprir as necessidades , mas para sustentar o consumismo, e o capitalismo que cresce a cada dia.

A felicidade humana, se tornou uma busca pelo poder, e a cada dia se faz mais necessário o estudo dessa sociedade, uma ciência em constante mudança.


Bruna de Paula Mendes - 1º Ano SS Noturno


Progresso com LIBERDADE.

Comte adquire um pensamento sociológico inovador baseado em pensadores como Descastes e Bacon, chamado Positivismo, ao qual estuda-se a sociedade distinguindo-se de outras ciências, e estabelecendo sua própria corrente de pensamento. Acredita no poder exclusivo da razão humana sob a forma de leis naturais.

Comte explica seu pensamento em três formas distintas: o teológico ,o metafísico e o positivo.

A filosofia positiva necessita, como estado definitivo do espírito humano, da teologia e da metafísica, que despertam naquele o devido interesse pela observação.

As concepções do curso positivista tem como principal atributo a generalidade.

Comte relata em seus textos o Progresso, ou seja, onde a sociedade deveria manter a ordem das classes para manter a evolução desta.

O correto seria construir uma forma de pensamento onde todos fossem livres e obtessem a liberdade para cada indivíduo.

as faces do pensamento

Ao longo da história da sociedade é fato dizer que a mente do ser humano vem se modificando,,ao longo dos séculos,vem passando por transformações e cada dia descobrindo,inovando e aperfeiçoando técnicas nos pontos mais diversos da vida em sociedade. Ao lado dessas transformações e revoluções,surgem muitos nomes que com um pensamento e ideal novo conseguem influenciar muitas mentes e agir de certa forma sobre elas.
Surge então no século XIX Augusto Comte ,com um pensamento filosófico inovador que baseado em pensadores como Bacom e Descartes busca juntar o util e o agradável e assim modificar a sociedade de uma maneira positiva e construtiva.È notável que de uma forma ou de outra com seus pensamentos,ele influenciou muitas cabeças,Fato visto se notarmos que ele esta sendo estudado até os dias contemporâneos.
Em seu curso de filosofia positiva A.Comte exemplifica o conhecimento em três etapas:o teológico o metafísico e o positivo,e defende o último com sendo o estágio derradeiro do conhecimento humano.Ele afirma que todo conhecimento passa em sua "infância" pelo teológico na "adolescência" pelo metafísico e na fase "madura" pelo positivo.
Particularmente, penso que o homem não consegue se disvincular desses tres estágios de todo.Penso que em certos momentos analisamos os fatos com olhar positivo em outras ocasiões com o teológico assim como também o metafísico.Em suma,isso nos ocorre por estarmos sujeitos a influência do meio em que vivemos:a família os amigos e as crenças culturais.Esses acaba nos levando a achar certas coisas em certos momentos.Principalmente nos dias atuais em que entrelaçado com todos esses fatos influenciadores há o dia a dia as redes sociais e tantos mais.Concluo meu comentário,dizendo que na maioria das vezes o ser humano busca o que melhor lhe aparenta e que muitas vezes após certo tempo decorrido aquilo se torna desinteressante para nós, nos levando em busca de algo novo.È essa busca pelo novo que move a mente dos "detentores" a inovar,como forma de produzir induzidos e se tornarem indutores.

A negatividade do Positivismo


Augusto Comte, em meados do séc XIX, cria uma nova ideologia: o Positivismo. Esse consiste na "cura da sociedade", ou seja, os elementos que possam atrapalhar no progresso da nação, devem ser curados, apagados.
Essa "cura" consiste em eliminar mendigos ou qualquer outro tipo de humano que seja considerado um atraso à população. Nesse sistema os pobres devem ser adestrados: limpos, educados e sem pensamentos críticos, além de não poderem mudar de classe social.
Como o lema da nossa bandeira diz: Ordem e Progresso, é preciso manter a ordem das classes para haver o progresso da nação, segundo o Positivismo. As pessoas não podem questionar, devem aceitar o que o Estado oferece sem, ao menos, ver se é realmente o que necessitam ou desejam.
Esse é o verdadeiro progresso em uma sociedade? Ou seria melhor uma sociedade igualitária , tanto econômica quanto politicamente? E ainda, uma sociedade com plena liberdade de expressão, onde, a qualquer momento, a população poderia reivindicar os atos do Estado, ou até mesmo não haver um Estado que limite a liberdade humana. O ideal em uma sociedade seria o rompimento com um poder superior, a igualdade entre TODOS e liberdade, apenas com esse conjunto a questão social estaria resolvida.

Jacqueline Janoszka Miani - 1º S.S. Noturno

''Revolução para se manter a ordem.''


Uma sociedade desorganizada e insatisfeita não produz, é inquieta e sempre está em busca de justiça social. O positivismo de Augusto Comte pode ser visto como um analgésico, que restabelece toda uma ordem desta sociedade, amparando e dando a manutenção adequada à mesma.


No pensamento positivista, existe o verdadeiro domínio da observação, do real e do paupável, como base para o que verdadeiramente é útil.


Para Comte, é necessária uma combinação e unificação de várias ciências, para a existência de uma ''comunhão de princípios'', não deixando brechas para revoltas e rebeliões sociais. Pode ser considerado o momento de maturidade do pensar, onde são colocadas em prática as leis sociais que estabelecem o lugar de cada um perante a mesma, havendo assim uma ''revolução para se manter a ordem.'' Marco Antonio Diniz Bastianini - SS Diurno