terça-feira, 3 de maio de 2011

Acessibilidade

Em um trecho do Texto Comte, afirma que o ensino é sempre atingível apenas pelos letrados, a filosofia é apenas direito dos mesmos, porém muito se é questionado porque a grande maioria das pessoas são iletradas e da classe dos proletários, e porque não dar acesso as estas pessoas. Há um preconceito muito grande com relação a esta classe, que não tem direito na tomada das decisões políticas e que são considerados de profissão vulgar, ou seja que não são os sábios, porém eles desenvolvem trabalhos braçais e de riso enquanto os sábios pensam, dialogam, algo está errado nesta sociedade que preconiza que trabalho braçal não tem valor e que não dá oportunidade a estes trabalhadores de tomar decisões sobre o que querem para o seu meio político e social.
Abrindo um parênteses na questão, vejamos o quanto a educação brasileira é deficiente e falha, podem até afirmar que tem escolas no Brasil, mas que escola é esta?
Nós como Assistentes Sociais em formação devemos abrir os olhos para esta realidade e buscar uma soluçao possível pra este problema grave pra que todo tenham acesso à educação de qualidade e à Filosofia.



Yblia SS Diurno

O Positivismo Explorador:

           Com a teoria do positivismo, o autor ver a necessidade de colocar em prática, os conceitos de positivismo, além do mais, ele explicou varias questões com visão critica, como por exemplo: religião, sistema econômico, e outros tipos de duvidas da atualidade.
          O Comte considera o positivismo como individualismo, ele explica que isto é de natureza humano, pois as pessoas só pensam em si e jamais em coletivo, ou seja, se preocupa com a própria felicidade. Mas na verdade a felicidade está ligada com o bem estar e benefícios aos públicos, que é a sociedade, porém a individualidade das pessoas fala mais alto, isso é devido a falta de destino próprio da vida social.
          Ele também explica que o capitalismo é sedutor, pois oferece coisas do tipo “paraíso” para as pessoas, é como uma lavagem cerebral, fazendo com que a pessoa precisa consumir o produto para poder sobreviver, como fosse essencial para vida do ser humano, ao mesmo tempo o capitalismo mostra à sociedade de que o socialismo é algo “feio” e cruel, sendo que tudo é realidade, seja desigualdade, exploração e outros fatores opressores. E a maneira de o capitalismo enganarem a população é inserindo um programa social e consequentemente as pessoas ficam acomodados e acabam não questionando a situação real dos trabalhadores.
          E as pessoas não tem interesse sobre o discurso metafisica, porque não consegue compreender a importância, mas é isso que o capitalismo quer, pois povo que não entende, não questiona, assim não cria revolta dos operários.
          O importante é não parar de lutar pelo bem da sociedade, pois somente a e solidariedade mudará este mundo, para conseguir alcançar a igualdade e felicidade é preciso unir as forças e não desistir para conseguir uma atitude mais eficaz.

Sua opinião existe? E você? Existe?


Comte implantava a idéia da necessidade extrema em educar as pessoas à compreensão de seus papéis na sociedade (trabalhos), até chegar ao ponto de se sentirem divertindo-se em função das suas obrigações. Definindo assim, o saber positivo. Ou seja, objetivo de educar as pessoas a deixarem de ter somente ambições materiais e a se afastarem das confusões da sociedade somente com o intuito de aceitarem seus “lugares sociais” prazerosamente.

Contudo, este discurso abstrato não consegue convencer a população em razão da falta de amparo às necessidades particulares de cada um. Passou a focar na vida real distanciando-se das utopias. Os contemporâneos almejavam a libertação, tais idéias deram início às crises dos princípios e valores de cada um, não só na vida social, mas em quaisquer âmbitos.

Nesta fase, o catolicismo foi de fundamental valor na globalização da moral. Sendo a religião subsidiada com idéias contrárias ao positivismo, uma vez que ansia a salvação pessoal/individual, oposta pelo fato do positivismo pensar unicamente no bem coletivo.

Visão positivista: sociedade superior ao homem.

Visão religiosa: homem (único), superior à sociedade.

Sintetizando, de forma positivista, a felicidade só é possível se for a favor do bem estar de todos, independentemente das dores e valores pessoais.



Marlu Barcaroli - 1º SS - Diurno

O Espirito Positivo

Comte não exclui a importância da teoria, pois a ciência e técnica auxiliam o homen na superação de sua fragilidade. O espirito positivo que Comte quer, é capaz de negar sua individualidade em nome do todo (bem estar social), um sujeito permanentemente apto a desempenhar suas funções, e não um individuo em estado de “anarquia” intelectual, ou seja, querendo mudar seu papel social. É preciso dispensar uma educação que seja voltada para a utilidade, e esta deveria ser estendida aos proletariados, pois estes tem mesmos “vícios” intelectuais por terem menos instrução. O saber  positivo reforça o gosto pelo trabalho pratico, reforçando também a aceitação do proletariado o seu papel .
Para Comte ao invés de tempestuosa discussão dos direitos é preciso salientar os diversos deveres essenciais.
Cássia Regina Rosa 1ºano de serviço social - diurno