terça-feira, 27 de março de 2012

PADRONIZAÇÃO DO SENSO COMUM

          Imensidão, reflexão, pontos de vista, sobrevivência, entre outras são palavras que diretamente e indiretamente interferem no seguimento psíquico do indivíduo, tal que, cabe à imensidão o ideal; reflexão, pensar sobre; o ponto de vista do indivíduo; e os meios de sobrevivência individuais, sendo essas, premissas que levam a existência do senso comum, que é a opinião crítica conseguinte da experiência adquirida ao decorrer dos anos, privando quaisquer que seja, de cometer fatos irrelevantes, isto é, de acordo com a concepção atual.

          Essa concepção atual está exposta na sociedade, intervindo na maioria dos indivíduos, na qual, cada um, conserva sua própria posição, ou seja, acredita apenas naquilo que se submete, porém, em uma visão comum entre eles, por exemplo, tem-se a religião, propriamente dita indiscutível por ter variedades de crenças, com suas respectivas razões, mas indiferente, pois de qualquer modo, darão a gritante superioridade a Deus. Segundo afirma o filosofo René Descartes “Deus é ou existe, e é um ser perfeito e porque tudo o que existe em nós se origina dele”, faz-se uma interpretação do quão mutável é o senso comum, visto que essa contextualização de Descartes faz referência também ao teocentrismo, teoria significativa na idade média, época em que a vida cultural estava dominada pela igreja e que todos davam a Deus o criador de tudo.
          Já na atualidade, a tendência é oposta, pois a partir disso, foi surgindo várias outras concepções de existência, a religião em que cada qual segue uma linha de pensamento, o ateísmo desacredita na existência Dele, e por fim chegaram os intelectuais com suas descobertas, superando as expectativas da tecnologia com sua ciência viável a milhares situações que antes não havia, inevitavelmente, superaram ainda mais. Sendo assim, as futuras problemáticas terão explicações sem a precisão de mencionar o nome de Deus.
          Finalizando, René Descartes, com seu livro Discurso de Método, defini o senso comum, na qual, sofre tamanha transformação, mas muitos não se deixam alterar preservando ideais, acreditando e cultivando seus próprios métodos, ao que tudo indica, é padrão de vida social e comum da sociedade.

TAUANE LUIZ - Serviço Social 1° Ano/Noturno.