domingo, 29 de abril de 2012

A busca pelo avanço


Comte tinha a proposta de reformular a sociedade para que um dia chegasse realmente a ordem e progresso, ele tem os mesmos parâmetros da sociedade com F. Bacon; criando assim uma ciência social.
Formulou o estágio teológico onde os homens explicam a história do mundo somente pela intervenção divina; o metafísico que se encontra no mundo das ideias, o que nós imaginamos. São necessários ao amadurecimento das formas que nós entendamos e explicamos o mundo e quando chega ao positivismo, para Comte é o estágio já maduro e superior onde tiramos uma interpretação daquilo que observamos.
                Ele busca compreender as leis sociais que se repetem, para garantir as leis que garantem a ordem da sociedade.
                Pode-se dar o exemplo de que os avanços sociais se deram na época da ditadura, (num pensamento positivista), garantiam a ordem, só que é necessário o progresso para que possa suprir as demandas como saúde, educação, trabalho, etc.
                Deixa-nos claro que se você quer mudar a sociedade, tem que primeiro desorganizá-la para começar a pensar na reorganização social da sociedade moderna.

Luciana Pires - SS Noturno

A ordem e o progresso de Comte


Augusto Comte, o pai do positivismo e um dos fundadores da sociologia, vem com a ideia de não dá mais para fugir do mercado capitalista, e os homens já não vivem mais do que plantam. Ele tem a necessidade de entender a sociedade nessa época, sociedade essa que vê uma contestação da ordem estabelecida.
A filosofia positivista não é mais uma filosofia presa na ideia, ela observa e descreve a sociedade, até porque o mundo novo exigia uma filosofia que compreendesse as ações do homem no seu estado real. E aí a sociologia auxiliaria na construção dessa sociedade, pois é uma ciência que compreende para agir. O estágio positivista seria o último na construção do conhecimento, quando o homem passa a usar a razão para compreender o mundo, e não é mais Deus quem revela.
A ideia de Comte é eliminar algumas formas de conhecimento, como a teologia e biologia, até criando uma 'igreja positivista' onde a razão, a humanidade teria o papel de Deus, pois na sociedade moderna, a razão é quem deve dirigir ("Saber é poder" - Francis Bacon). Além disso, Comte afirma que as pessoas não devem questionar sua função na sociedade, as "mentes" teriam o dever de pensar, enquanto os "braços" executariam as obras, sendo assim todos importantes.

Mylena Sousa Piantamar - 1º ano SS noturno

A intervenção positivista no mundo

Auguste Comte foi um sociólogo que tinha como objetivo descobrir a ciência da sociedade ,ou seja as leis que lhe regem .A partir disso surgiu a sociologia e dentro desta Comte é visto como físico social no qual busca descrever a sociedade e nesta ação utiliza da filosofia positiva.
Analisando através do positivismo Comte interpreta o real, o exato,o aqui e agora , não busca as condições que levaram para tal (suas causas iniciais e finais),apenas observa sem se envolver com a sociedade.Um retrato desta ação positivista é:Para que ocorra o bom funcionamento da sociedade esta deve estar organizada  (ORDEM E PROGRESSO),todos permanecem em seus lugares desempenhando suas funções ,para que não haja desordem e conseqüentemente  atrase o desenvolvimento.Exemplo: um homem ,estilo do personagem Jeca Tatu, que vive doente,não tem estudos e trabalho , precisa de saúde para sobreviver,trabalho e estudos para se manter ,então  buscando que suas necessidades sejam supridas, irá exigir do governo meios para tratar de sua saúde , estudar e trabalhar, e estes então atenderam as exigências do homem antes que esse faça a revolução. Porém nesta atitude imediatista não irão buscar as origens daquele problema e com isso como o próprio ditado já diz não “cortarão o mal pela raiz” assim o problema será amenizado e não resolvido .
Portanto pode se concluir que o positivismo é imediatista , com isso não é eficiente  para tratar a realidades dos problemas cotidianos , mas se este se ligasse a correntes de pensamentos que estudam mais a fundo as relações ser social e sociedade, o tratamento dos problemas sociais enfrentados pelo homem teriam melhores resultados.
Lislaine Iha dos Santos 1ºSS diurno

Entender o positivismo sem ser simplista


 O positivismo é uma filosofia muitas vezes condenada por pessoas que não a conhecem de fato, tentando não me tornar uma dessas pessoas, decidir não ter pressa em formar minha opinião a respeito, ainda mais percebendo que ele me causa alguns pensamentos contraditórios, pois algumas ideias não me agradam, porem outras eu acho bem interessante, isso sem falar nas que eu não concordo, mas não tenho como dizer que não funcionam, ou que pelo menos sejam coerentes.
 Mas independente de ter ou não uma ideia formada, me espantei ao perceber o quanto o positivismo influenciou e ainda influencia vários outros pensamentos, sociedades, e formas de governo a nossa volta, e como muitas pessoas mesmo se dizendo contra, estão extremamente inseridas em contextos influenciados pelo mesmo.
 Enfim concluo não ter uma conclusão, apenas a vontade de refletir mais e buscar não ter uma opinião fechada, favorável ou contra, mas sim entender com clareza quais pontos que eu realmente acho bons e os que acredito serem negativos  , pois acredito que nenhuma teoria vai ser completamente perfeita , ou inteiramente  absurda .

Tatiane O. Cardoso SS diurno 

Comte o Positivo.

Augusto Comte, o precursor do positivismo, idealizador do curso de Filosofia Positiva (1830). Comte quer entender o esta se passando, em nossa sociedade. Ele chama de física social, em outros momentos de Filosofia Positiva. É um dos fundadores da Sociologia. A sociologia funciona como o universo e faz analogia com a astrologia e a física.
O que é o positivo é o real frente ao irreal, o certo frente ao errado. A física Social é atuante, ela comprende para agir, a filosofia positiva usa: eu compreendo os homens em sociedade para organizar essa sociedade. A construção do conhecimento vai superar o teológico (revelação divina) e o metafísico (existe na mente).
A filosofia positiva é o estágio mais avançado que o homem pode chegar! Ele influenciou algumas formas de sociedade. Manter ordem para que haja progresso, quer dizer que a frase que está na Bandeira de nosso País tem um tom positivista. Comte utiliza o positivismo para explicar o agora, o momento; ele procura formas de resolver os problemas imediatos. Defende também que todas as funçoes dentro de uma socieadade são extremamentes importantes por isso acho que devemos valorizar todas as classes trabalhadoras, e dando o seu devido valor a todas as profissões onde todas colaboram umas com as outras, e sejamos pessoas de ordem para que possamos progredir.

Cristiane Feitosa Neves de Paulo.  Serviço Social- Noturno

A ANARQUIA INTELECTUAL PODE SALVAR O PLANETA!

       Apesar do radicalismo de Comte, não tem como analisarmos o nosso mundo hoje, a sociedade, a educação e outras áreas sem a influência do positivismo.No entanto, apesar de todo conhecimento, baseado na observação e experiência científica, ser  muito produtivo e real, especialmente a física social não pode ser analisada por uma só corrente de pensamento.
       O positivismo vem consolidar, os pensamentos de Bacon e Descartes acerca do conhecimento ser  só baseado em observações e análise científica.Isto para aquela época era inovador,porém para nós hoje soa retrógado e simplista. Rétrogado; pois como pode haver uma sociedade somente analisada por estudos e observações? Como pode haver uma sociedade estática? E simplista; como um estudo de algo pode basear-se apenas em um conhecimento?Pois sabemos hoje, que a ciência, a sociedade se renova e muda , pelo convívio dos três conhecimentos; o teológico , que é a revelação do divino,o metafísico, que são as idéias do homem interpretando o mundo e por fim o conhecimento baseado nas experiências científicas.
        Comte, faz uma analogia das leis da sociedade, com a lei que regem os planetas.Onde ele diz que como os planetas cada pessoa na sociedade, ocupa um lugar estático , que não pode ser mudado, pois assim a sociedade  torna-se dinâmica ,isto concorre para a ordem e o progresso. Para o positivismo a ascenção social, seria uma desordem. Mas nem mesmo a natureza, é imutável e estática,pois sempre ocorreram e ocorrem mudanças na natureza, para que haja uma nova forma desta se organizar. Pois se a natureza, não se rebelasse, com as catastrofes, talvez o homem não perceberia o quanto têm prejudicado o planeta e não estaria tomando atitudes para salvá-lo.Assim, também na sociedade, as revoluções, as crises e as greves acontecem para haver uma melhora nas condições de vida do cidadão.
         Portanto o positivismo, juntamente com outras correntes de pensamento se completam, para ajudar nas tranformações da humanidade.
Andréa Bezerra Defendi Feliciano SSocial - diurno

A Leitura Imediata

 Com o capitalismo que nasce junto a ciência moderna, cria-se a necessidade de analisar, interpretar a sociedade procurando assim pela verdade é ai que nos deparamos com os estudos de Comte em Filosofia Positiva onde se observa a sociedade como um Universo.
 Vemos então o pensamento de que não se deve questionar seu papel, pois todos são importantes para o funcionamento de um sociedade e também que o privilégio é a das leis (imutáveis) que regem os fenômenos e não das causas mais íntimas, esta é considerada metafísica, pode-se dizer portanto o positivismo  é uma leitura imediata. Deve se conformar, se conservar para que tudo permaneça em ordem.
 Porém, ter uma visão mais íntima e analisar à fundo cada fenômeno e cada situação seria melhor para a efetivação de direitos, de uma garantia igualitária e justa, não devemos por exemplo ter uma visão positivista, a não ser que olhemos o papel de funcionamento de cada ser e cada qual com suas necessidades básicas garantidas com uma melhor condição para o exercício do papel, mas também não podemos descartar a importância de cada fragmento para a manutenção da ordem e do progresso assim dita por Comte, que o positivismo inspira a socidade.

- Letícia Lunardelli/1º SS/ noturno

Manter a ordem para chegar ao progresso


                                         
                                     
    Está contida em nossa bandeira a frase “ordem e progresso” e tal pensamento faz parte da “filosofia” positiva de August Comte.
    Comte acreditava que o progresso,a evolução dependia totalmente da ordem,da organização das pessoas,isso desde a escolha da sua profissão que era de certa forma, imposta pelo meio onde elas viviam.
    August buscava entender as coisas através do que ele via no momento,sem se interessar ou se quer entender a razão de determinados acontecimentos.
    Para ele você precisava reconhecer o valor que tinha o seu trabalho,independente de qual fosse,pois só sabendo esse valor,você o faria com vontade,consequentemente,cumpriria sua função e estaria mantendo a ordem.

              Larissa de Oliveira Carneiro   1°ano de SS,noturno.


Augusto Comte , em seu livro “Curso de filosofia positiva”,nos explica bem  como seria essa nova filosofia ,tendo como ponto inicial ,a observação do mundo somente através do que  pode ser visto,do que é material e se distancia de filosofias anteriores como as de Descartes e Bacon, que faziam uma análise muito mais profunda da sociedade e seus elementos.

Para Comte,antes de se chegar ao positivismo ,é necessário que se passe pelos seus estágios anteriores de construção :o teológico(visão externa,relacionado aos deuses) e o metafísico (visão interior ,do imaginário).Para ele ,esses são estágios que influenciam o amadurecimento no entendimento do mundo ,embora seu estado final de  positivo  não se enquadre neles.

Essa filosofia positiva ,busca em seus problemas , uma interpretação do presente ,do que está acontecendo no agora para se pensar em soluções e é também uma filosofia  com um certo caráter conservador ,onde é esperado que os indivíduos sempre realizem um tal papel lhes dado pela sociedade para que se mantenha a ordem desta,pois para Comte ,a ordem social depende de todos os indivíduos e seus determinados papéis ,e esse é justamente o objetivo de sua filosofia positiva ,organizar a sociedade e manter sua ordem.

Ordem e progresso, a razão como religião humana.

Augusto Comte, principal percursor do positivismo, propõe que a característica essencial do positivismo é o uso da ciência, da razão como sendo um único guia da vida individual e social, única moral e única religião possível, ou seja, e evolução de uma sociedade depende exclusivamente da capacidade humana, sendo assim o positivismo é compreendido como a "religião da humanidade". Em uma época de revoltas e agitações houve uma necessidade que a sociedade fosse reformulada para que pudesse seguir evoluindo, com isso Comte criou uma ciência que estudasse os fenômenos sociais, a física social.
Para Comte o ser humano passa por três estados evolutivos, sendo eles:
- Estado Teológico
Deus como foco nas ações, o Homem sente uma necessidade por Deus.
- Estado Metafisico
A religião não mais atende as necessidades do Homem, começa a procurar outras formas tais como magia, superstição, alquimia, ocultismo.
- Estado positivo
É o momento em que a fé monoteísta é substituída pela síntese humana.

O positivismo tem grande influencia na nossa sociedade, na própria bandeira o lema é ORDEM E PROGRESSO, lema digamos que base para o positivismo, onde acredita-se que para uma sociedade evoluir, progredir é preciso que tenha ordem, Comte contribuiu muito para a sociologia e para o positivismo.

"O progresso não é mais que o desenvolvimento da ordem."

A.Comte




Bárbara Sousa Piraí
1º ano Serviço Social Noturno
UNESP - Franca

Conte foi um dos precursores da Filosofia Positiva ou também chamada  de Positivismo.

O Positivismo seria tudo aquilo que é real , ou o que é imúltavel  .Conte defendia a idéia de que a sociedade deveria ser analizada como  a fisíca , matemática e biologia . Sua filosofia não se limitava ao campo da idéia , mas se baseava na observação e interpretação da sociedade .

Desta forma faz uma critica a filosofia tradicional, que não explica nem observa  a sociedade em sua totalidade ou o individuo na sociedade, mas sim o individuo como unidade. Conte pensa no bem comum e não no bem individual .

A sociedade regida por leis imutáveis que garantem a ordem , e defende  ainda que as formas de governo mesmo sendo  diferentes em sua formação teriam algum seguimento , e que toda sociedade tem certa estrutura e que independentemente da cultura sempre terá suas leis e regras que garantam essa ordem.

Apesar das muitas criticas ao positivismo ,conte não banaliza o progresso apenas defende uma estrutura e assim descreve que cada individuo é importante no papel que desempenha na sociedade sendo ela qual for e desta forma também diz que que a educaçaõ faz parte do positivismo,quanto mais se  conhece e se sabe sobre a importância do lugar que se ocupa , mais se engaja naquilo que se faz .

DAMARIS VALENCA DA SILVA 

SERVIÇO SOCIAL 

PRIMEIRO ANO NOTURNO

Não há apenas um lado ''ruim'' no Positivismo


Para Comte no pensamento filosófico positivo há três formas de conhecimento o teológico, metafísico, positivo. No teológico é a revelação , algo externo por exemplo , antigamente em nossa sociedade alguns fatores em que não se obtinha conhecimento cientifico a explicação estaria relacionada á algo sobrenatural. A filosofia positiva não vem a partir de Comte e sim a partir de Bacon , pois ele começa a observar a sociedade e explica-la. A fase metafísica é a transição do que é teológico e positivo pois você começa a desvincular as respostas para o conhecimento do sobrenatural porém não sai do plano das ideias como a própria palavra significa Metafísico = além do visível. O homem aqui começa a tentar explicar a natureza por conhecimentos, um bom exemplo disto seriam os gregos que começaram a desvincular a mitologia e inseriam aos poucos a filosofia para compreender o homem. No pensamento positivista o autor acredita que é o estagio mais viril do conhecimento humano, ele não critica as outras formas de pensamento anteriormente pelo contrario precisou-se deste pensamento para chegar no Positivismo, Este que começa a explicar os fatos a partir da observação , do outro e que tudo tem uma ordem um grande exemplo para isto seria o Sol que todos os dias aquece o nosso Planeta. Para o autor tudo deveria ter uma ordem para que houvesse progresso ( Assim como escrita não sem propósito pelos governos ditatoriais que seguiam a influencia do positivismo), é claro que para muitos que não enxergam esta visão mais aprofundada critica o Positivismo porém há um lado que algumas pessoas não conhecem , um bom exemplo a ser citado seria o próprio Brasil em que sua maior evolução ocorreu nos períodos ditatoriais como a criação do SUS, das leis trabalhistas entre outros. Há uma lógica neste pensamento o pensador acredita que devemos proporcionar condições melhores para a população para que não ocorra revoltas e principalmente mostrar para cada um a função que exerce na sociedade mostrar o quanto útil ela é, e é este fator claramente visível a nossa sociedade um gari , por exemplo, senão existisse ele ou eles estivessem todo tempo em greves como seria nosso cotidiano ? Provavelmente iríamos consumir mais tempo do nosso dia para retira-lo de nossas casas. É claro que possui um lado ‘’ruim’’ como mesmo conhecendo e admirando aquilo que é a sua função para Comte você estaria indo contra a Ordem se mesmo assim quisesse mudar de vida. Um exemplo mais claro do que este seria o filho do operário que gostaria ou fazendo uma universidade estaria indo contra a ordem e simultaneamente contra o progresso. Por isso hoje observamos várias escolas técnicas para qualificar as pessoas para que não haja tantas revoltas. Mas a questão em que mais me pego sem resposta é a Será mesmo que se estivéssemos contentes com aquilo que fazemos e sabendo a importância, será que procurara riamos algo diferente ?

                  Ana Carolina Magiero de Sousa 1 Ano SS- diurno

Aceitar a posição em que foi inserido?

Em contraposto a Comte, a humanidade não deve ser sintetizada (totalizada). Cada indivíduo é por si, diferente e muitas vezes desigualmente inserido na sociedade.
O natural não deve ser conformista, as revoluções são necessárias.
O que dizer do eurocentrismo de Comte? Este que sinteticamente quer que a humanidade caminhe para a evolução espelhada na Europa.
Talvez precipitado ao ignorar o ser de cada humano, o meio desigual que nasceu e cresceu.
Cada individuo tem sim seu papel na sociedade, mas como valorizá-lo?
Médico e Lixeiro?
Os dois merecem dignidade.
Progrediremos quando a ordem não for mais autoritária e superficial. A evolução pode ser natural, mas com o tempo o desgaste e a conformidade jogam a favor do não aceitamento e da mudança dos seres.

Elvis M. Ferreira
1° ano Serviço Social noturno

Augusto Comte

EM NOME DA ORGEM E NÃO DESENVOLVIMETO
A filosofia positiva retrata um dos principais capítulos da historia o iluminismo francês, concentrando pontos como:
1)      A relação contra as autoridades
2)      O racionalismo
3)      O pensamento do iluminismo
4)      O retorno á natureza
5)      O cristianismo humano
6)      O otimismo cultural
7)      Os direitos humanos
Pontos estes que são descritos por Jostein Gaarder em seu livro “O Mundo de Sofia”, porém deixemos está Obra, e retomemos ao Curso de Filosofia Positiva, onde Augusto Comte começa a questionar a relação do homem com o mercado, a tecnologia e a produção excedente, ou seja, “o aqui agora”; tomando como metódicas leis que explicassem as trajetórias das relações, introduzindo desta forma a Física Social, tratando a sociedade como a matemática ou a biologia o que justificaria as presentes analogias.
Por sua vez, o Positivismo seria o topo do desenvolvimento e da ordem, e as rupturas com esses ideais, intitularam-se Patologias Sociais, onde o individuo era “obrigado” em nome da harmonia social a exercer uma função pré-estipulado.
De forma geral Comte não se monstra preocupado com classes inferiores e egoístas com seu conceito de patologia social, já que para sustentar um estilo de boa politica um homem não pode permitir sonhar em seguir outra função.


 THAIS PEREIRA DA SILVA 1°SS NOTURNO

A filosofia positiva

   
   Comte queria entender a sociedade usando sua nova ciência chamada física social
através da observação dos fenômenos. Ele nega que a natureza ou um ser
superior Deus seja a causa dos fenômenos..
   Para Comte positivismo é o conhecimento máximo que o ser humano pode
atingir, superando o primeiro e segundo estágio que são os conhecimentos
teológicos e metafísicos consequentemente.
   Para que a sociedade evolua, cada um deve ter sua função sem interferir
na função de outro, assim a sociedade progredirá melhor, quanto mais a pessoa
conhece e pratica seu papel, mais solidária ela será com a sociedade.
    

                        Antônio César de Assis Júnior - 1° ano s.s. noturno
O positivismo presente


Criticar o positivismo de forma fragmentada e superficial é algo que muitos sabem fazer.
Não estou aqui para defender o positivismo, mas para demonstrar que vivemos sob sua influência nos dias atuais, de forma cotidiana, como a seguinte frase : "Ordem e Progresso" presente em nossa bandeira.
Somos uma sociedade conservadora, muitos vão contestar mais é a realidade. Um exemplo tipico é a valorização do trabalho, da carteira assinada. Há vinte anos atrás para ter direito a assistência de saúde era necessário a apresentação não de um documento de identificação, mais a carteira de trabalho comprovando a contribuição com os impostos, e  hoje assim como está exposto na imagem: votar, trabalhar, obedecer leis e etc pode- se dizer que são as funções sociais do homem como preconizava Comte.
Estamos adaptados a ideologia positivista, onde já somos criados sob uma ordem para o bem maior, para o progresso, sem perceber.
Reflito e muito como nós futuros assistentes sociais vamos desempenhar nosso trabalho em meio desta sociedade.
Será que ao buscar, resolver situações dos nossos usuários, iremos ter uma analise imediata?
Oferecer cestas básicas, benefícios ou outras formas paliativas sem ter a visão holística é o correto? Porque se analisarmos é isso que o nosso governo oferece como recurso.

Samara Mori Santana
1° SS Diurno




ORDEM E PROGRESSO 


   Conte em sua nova ciência com o livro "Curso de filosofia positiva", quer entender a organização social, onde tudo tem sua ordem e  nada pode estar fora do lugar, garantindo assim desenvolvimento.

   Enquanto Baicon e Descartes observavam o universo em geral, para entende-lo e interpreta-lo, Comte se volta para análise da  sociedade em sí, compreendendo suas leis de dinâmica, ou seja de progresso.

   Á sociedade deve permanecer estática, organizada em suas leis, instituições, costumes, etc. Cada individuo conservando seus elementos nos papéis sociais.

   De acordo com Comte devemos estar fixos nos nossos lugares, executando nosso papel, garantindo o progresso social, não existe crescimento pessoal e sim cada individuo contribuindo para a evolução e bem estar do conjunto. 

   A filosofia positiva nada mais é que o estudo da realidade, deixando para trás a teologia e se desprendendo do metafisico, se trata agora da busca de soluções imediatas para resolução de questões praticas, não é mais interessante uma explicação profunda e muito menos questionamentos que deixariam infinitas duvidas.


Josiane de Freitas, 1° ano Serviço Social diurno 































~encia, com o livro "Curso de filosofia positiva", quer entender a organização socual














Para Comte, o espirito humano passa por três estágios: o teológico, o metafisico e o positivo; onde o teológico seria a infância da humanidade em que a religião explica a questões da vida através de deus, deus é a origem de tudo.
           No estado metafisico, deus é substituído por entidades abstratas, seres sobrenaturais imaginados pelo homem, do contrario do teológico que uma revelação da igreja pra a humanidade.Já o estado positivo é uma ideia fixa e imutável, assim como a teoria da gravidade.O estado teológico seria o principio de explicação para as coisas do mundo enquanto o da metafisica a transição do teológico para o positivo.O estado positivo é o amadurecimento do espirito humano.
          O positivismo é a confirmação de fatos observados, assim como diz  Comte, "somente são rais fatos observados"; como a lei newtoniana da gravitação que é positiva porque um fato observado.
          A filosofia Positiva deu origem a tisica social.A física social tem os mesmos princípios da física, biologia; química; da mesma maneira que pra entender a os fenômenos da física; da biologia, da química você precisa da observação dos fatos; você precisa da observação dos fenômenos sociais pra entender a física social, e estabelecer as leis.Comte divide a física social em estática social e dinâmica social.A estática social estuda as condições de existência comuns a todas as sociedade em todos os tempos, e a dinâmica social são os três estágios citados, o teológico, o metafisico e o positivo. Para Comte, os métodos para alcançar o conhecimento da sociologia são os da observação, da o experimento e a comparação.O método da comparação ele faz analogia, comparando diferentes sociedades.

"Cada um no seu quadrado"

Revoltado com a filosofia tradicional, Comte parte para a interpretação, ou seja, para a filosofia positivista, que tinha como preocupação as ideias da sociedade. Ele queria descrever leis capazes de criar alguns enunciados que explique a dinâmica das sociedades. 

Segundo positivistas, somente podemos assegurar se uma teoria é correta ou não, após a confirmação através de métodos científicos apropriados.
O estado metafísico e teológico serviu como escada para o aparecimento do estado positivo, esse último considerado como um triunfo.
Através de outras leituras, notei que a frase: “Manter a ordem para que haja progresso”, nos leva a conclusão que a frase da bandeira brasileira “Ordem e Progresso” vêm de uma inspiração positivista.
O Comte tem sede de ciência, de descobertas, de exploração, ele vai além de todos os conhecimentos, vai ao ponto da concretização, da comprovação, de descrever a sociedade.

Já dizia Anatole France: "As ideias de ontem fazem os costumes de amanhã".

Daniela Junqueira Palhares - 1º ano SS - Noturno

O positivismo de Comte

O positivismo de Comte é usado para explicar o agora,o imediato,procura soluções para resolver os problemas mais urgentes, e essa maneira de pensar é algo bom mas não resolve todo o problema , é importante que se resolva os problemas de imediato mas também tem que haver uma iniciativa para ir mais a fundo e descobrir as causas do problema e também tentar resolve-lo.

Comte criou o método positivo a fim de reorganizar a sociedade, que pudesse trazer ordem e harmonia para a sociedade. Comte defendia que todo papel na sociedade é importante,desde um simples lixeiro ou mesmo um médico, todos contribuem para o progresso da sociedade.

Brenda Stefany de Sá Santos 1º SS diurno

Altruísmo: Amor à humanidade

"O amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim."
Esse é o lema da religião positivista criada por Augusto Comte (Religião da Humanidade), que explica bem sua opinião sobre a sociedade obedecer as leis gerais para progredir. Para ele os indivíduos e os grupos sociais não devem questionar seu papel na sociedade, apenas fazê-lo com amor e dedicação, dar relevância aos pequenos saberes e ter a consciência da sua importância para o progresso.
Comte foi também o criador da palavra altruísmo, que significa fazer o bem ao próximo, amar a humanidade; palavra que segundo ele, resume o ideal de sua nova religião, pois o amor à sociedade deve ser maior que a si mesmo.
Talvez alguns dos pontos de vista de Augusto Comte não me pareçam tão corretos, porém acredito que o altruísmo preservado por ele, poderia ajudar-nos em nosso dia a dia, em uma relação com a sociedade em que todos fossem mais leais, mais humanos uns com os outros.

Renata Maria Terra Sousa - 1º Ano Serviço Social Noturno

Pensamento Positivo


       



A ciência afirmada por Augusto Comte, no seu livro “Curso de Filosofia Positiva”, de 1830, é, como o próprio autor explica no texto, o desfecho das ciências propostas por Descartes e Bacon. Comte considera o positivismo, um estágio superior da filosofia, o último degrau que homem pisa após ter galgado pelas filosofias teológica e metafisica.  No texto estudado, Comte vem explicar como se dá o processo que leva ao positivismo; qual é a origem desse método, seu objetivo e suas diversas aplicações lógicas e inegáveis.
       Ao propor a instauração do positivismo, que consiste na observação de fatos e leis em si, sem devaneios teológicos ou metafísicos, o autor acredita que haverá uma contribuição para a compreensão de todos os fenômenos naturais, bem como para a instauração de uma ciência social (ou física social) que será capaz de promover o bem comum para a sociedade.
       O conteúdo de texto é bastante profundo e complexo para ser abordado de forma superficial, mas há alguns pontos bastante interessantes e presentes na sociedade atual que merecem ser destacados. Um desses pontos é a questão da relação entre dinâmica e estática; a sociedade ainda guarde valores muito antigos como moral, tradições, crenças (a estática), que podem parecer ultrapassados, mas que são essenciais para o desenvolvimento dessa sociedade (a dinâmica), porque são eles que regem as relações dentro dela. Outro exemplo bastante interessante é o dos grandes incentivo dos governos para que as massas cursem escolas técnicas, ou ainda quando efetuam programas que dirigem essas grandes massas para “pequenos empregos”, que garantam a sobrevivência delas,  estamos vendo claramente a educação que Comte propõe na terceira parte de seu discurso; dessa forma a população fica satisfeita e contida , e não afeta o “bom andamento” as sociedade.
       Apesar da maneira muito breve e concisa à qual foi apresentada essa reflexão sobre o trabalho de     Comte, acredito ser possível concluir que o positivismo é uma ciência que se baseia na observação, reflexão e análise,  e que objetiva esclarecer qualquer dúvida que exista nos campos científicos. Além disso, levanto aqui uma observação sobre sermos positivistas; nem sempre nós, futuros assistentes sociais, poderemos nos ater ás explicações lógicas e prováveis. Haverá ocasiões em que precisaremos enxergar além do factual para alcançar nossos objetivos, para alcançar a verdade social que buscamos.

 Viviane C. Rosa Cassiano.

Positivismo: O conhecimento do real


O Positivismo consiste em um conceito elaborado por Augusto Comte que explica o mundo a partir do que se observa, explora e interpreta na realidade. Comte considera o Positivismo como o auge do conhecimento humano que pode ser passado para o plano material, positivo, etc. Alega que para construir conhecimentos, é necessário o fato, sendo de extrema importância se desfazer da anarquia intelectual com base nos conhecimentos metafísicos e teológicos para a reorganização social da sociedade moderna.
Surge uma ciência elaborada por ele (Sociologia) que visa compreender, estudar, analisar e descrever a sociedade, baseando-se em seus movimentos regulares (Física Social), pois para o filósofo, a sociedade está organizada por leis sociais imutáveis que regem a vida dos indivíduos, ou seja, cada um tem o seu papel social definido na sociedade para não desestruturar seu próprio funcionamento. Acredita também, que a ordem contribui para o progresso de uma determinada sociedade e para isso acontecer, é preciso haver harmonia entre seus membros e uma movimentação contínua de seus elementos cotidianos, para que tudo possa se manter conservado; caso haja uma violação da ordem, devem-se curar as patologias geradas por ela, para que nenhum problema afete a sociedade.
Como futura Assistente Social, discordo totalmente de Comte em não aceitar as mudanças e as transformações que podem ocorrer na vida humana. As pessoas devem ter o direito de se ascender socialmente, e não ficarem fixas em suas funções para que haja a predominância da sociedade, pois com isso, podem estar contribuindo, gerando ou conservando cada vez mais as desigualdades sociais. Devemos estar sempre focados nos acontecimentos atuais para podermos controlar melhor essa situação.

Larissa Martins, 1° SS - Diurno.

''ORDEM E PROGRESSO''




Comte fala de três séries filosóficas sendo elas: teologia, metafisica e Positivista.
Comte busca mostrar que o estado positivista é transpassado por uma linha evolutiva cujo ápice dessa pirâmide é o estado positivo do conhecimento.
É também muito discutida a profissionalização da atividade política, onde haveria uma elitização da política através de pessoas que entendam do Social.
Mas voltando nosso olhar para o Brasil podemos dizer que foi o pais mais aderiu o positivismo tomemos como exemplo nossa Bandeira cujo lema é positivista: ORDEM E PROGRESSO.
No Brasil também existem igrejas positivistas onde há o Culto a razão: “... Esta doutrina já existe desde meados do século XIX, fundada na França por Augusto Comte com a colaboração de Clotilde de Vaux.
Ele organizou o saber humano, baseado na ciência, sem quimeras teológicas ou metafísicas, distinguiu os conhecimentos abstratos da ciência dos conhecimentos concretos da tecnologia, classificou as ciências: Matemática, Astronomia, Física, Química, Biologia, Sociologia e Moral ou Psicologia Positiva, completando a escala enciclopédica, mediante a fundação das duas últimas. ’’ Trecho retirado de: http://www.igrejapositivistabrasil.org.br/

Amanda Bacin Ramalho 1º SS-Diurno