domingo, 13 de maio de 2012

Prisão Imposta


Paradoxo - Gabriel O Pensador



Em nome da segurança;
Nós nos refugiamos.
Em condomínios fechados.
Cada um no seu quadrado.

Somos sempre vigiados.
Câmeras por todos os lados.
Nos muros arame farpado.
Cada um no seu quadrado.

Somos monitorizados.
Por alguém terceirizado.
Que nem sabemos o nome.
Cada um no seu quadrado.

Todos nos encontramos;
Na escada e elevador.
Olhamos pro chão ou pro lado.
Cada um no seu quadrado.

Dividimos as despesas;
Sem saber quem mora ao lado.
Não dividimos amor.
Não fazemos favor.
Cada um no seu quadrado.

Pelas portas e nos portões;
Nos cruzamos todo dia.
E nem sequer nos saudamos;
Às vezes um bom dia rosnado;
Automaticamente,
Sem importar realmente;
Cada um no seu quadrado.

Temos centenas de amigos.
Quase todos virtuais.
Mas na parede ao lado;
Não ouvimos os ais;
De alguém agoniado;
Sózinho, desesperado;
Cada um no seu quadrado.

E no salão social;
Festas que lembram velório.
Meia dúzia de parentes;
E a panelinha do escritório;
O vizinho não é convidado;
Mesmo que more ao lado;
Cada um no seu quadrado.

E os empregados humildes;
Trabalham sempre calados.
Passamos por eles sem ver;
Sem nunca ter perguntado;
Sem nunca querer saber;
Como vai meu irmão?
Cada um no seu quadrado.






Mariana Aguiar - 1ºSS/ diurno


O buraco é muito mais embaixo


A sociedade funciona como um organismo vivo constituído por células que são os indivíduos, porem a soma desses indivíduos não resulta na sociedade, pois ela funciona como um poder maior que supera a vontade dos próprios indivíduos buscando o equilíbrio e a harmonia, por isso que para entender a sociedade não podemos analisar os indivíduos, mas sim o social. 
Durkheim vem nos propor uma visão ampla, que entendamos não analisando apenas cada fato de forma isolada, mas perceber que eles estão dentro de um todo muito maior, que influencia e condiciona aquele fato. Precisamos entender a causa eficiente, que é a verdadeira razão, esse ponto é muito importantes para nós assistentes sociais, pois precisamos estar atentos para não cair na culpabilização do individuo.
Um exemplo claro da importância de se obsevar o todo é o relato que ouvimos de uma professora recentemente, no qual ela contava de um trabalho que ela realizava em um determinado lugar, onde havia uma pessoa com necessidades especiais que ficava muito bem enquanto estava internado, mas que quando voltava de sua casa onde passava os fins de semana estava com vários problemas, se analisássemos isso de forma superficial poderíamos culpar a família daquele usuário por não cuidar bem dele, mas após tentar entender o que ocorria ela descobriu que a mãe do individuo não dava os remédio por que não sabia olha as horas, a culpa do estado daquele paciente não estava na família do individuo, mas em uma sociedade com acentuada desigualdade que não permitiu aquela senhora aprender sequer olha as horas.
Dessa forma percebemos o quanto a visão de Durkheim esta presente em nosso cotidiano, e como vários aspectos dela são essenciais para o serviço social, pois precisamos ter uma compreensão ampla e o mais precisa possível da realidade, pois e na realidade que atuaremos, e é de extrema importância que vejamos cada caso percebendo que ele esta inserido em uma sociedade, que independente da vontade do individuo busca harmonia, mas que também possui patologias que muitas vezes abrirão margens pra o nosso trabalho.
Tatiane O.Cardoso 1° SS diurno 

                                                 Pós positivismo

O pensamento pós positivista de Durkheim, tem seu foco principalmente na análise individual das pessoas ,pois por mais que essas  sejam induzidas desde sempre a seguir  comportamentos  e regras  já estabelecidos pela sociedade ,cada indivíduo ainda contém sua própria essência  e nem todos vivemos em condições iguais ,mesmo sendo obrigados a ter  os mesmos comportamentos e regras.
Nesse contexto,a  sociedade acaba sendo vista por meio de  uma visão funcionalista,onde cada indivíduo deve ter sua determinada função no funcionamento de tal ,a ponto de que se esse falhar ,interromperá os outros ciclos.Assim ,o pós positivismo se torna uma evolução nesse pensamento e procura se aprofundar  nas análises científicas para poder entender não somente a causa final que levou ao processo ,mas também  a origem de seu desenvolvimento.

A maior crítica a esse método  funcionalista de enxergar a sociedade ,é que ele não trata questões individuais ,acabando sempre se voltando para o “todo”,não levando em conta as condições e origens de cada um que influenciam a todo momento seu comportamento,dificultando a busca por soluções para seu melhor funcionamento e afundando a sociedade nesse caos de dúvida.

Esse pós positivismo aparece como uma aperfeiçoamento das teorias antigas,permitindo uma ampliação nas configurações da visão social.

Seu mestre mandou...


Para ele, a sociedade é formada por organismos vivos que desempenham funções sociais .
Se as instituições não funcionam de acordo com suas funções ocorre um estado de desordem .
Pode-se fazer analogia ao trecho do vídeo do Charlie Chaplin;
No começo, a sociedade “impõe” o que se deve fazer, muitas vezes por questões morais :FATO SOCIAL , como o exemplo citado em sala de comer sem talheres .
O trecho que pode ser associada ao funcionalismo é mais ou menos no min 2:22 em que o primeiro trabalhador se atrapalha na produção, desencadeando uma falha e atrapalhando o segundo produtor que dependia desse primeiro. 

Ele critica também o positivismo, pois não acha que o “fugir da ordem” analisará as causas de um problema, apensa o conceito final.
As ações feitas por nós são externas as nossas vontades, existem implicações internas que condicionam fenômenos que é o que chamamos de consciência coletiva.
Apesar do suicídio aparentar ser vontade individual, ele exemplifica a frase anterior.
O acontecimento em Realengo também deve-se ser analisado através de perspectivas individuais, bem como sociais
Outro exemplo, é o amigo belga do Agnaldo que não estava acostumado com as calças justas e isso ameaçava o casamento dele, pode ser chamado assim de causa eficiente ( causa inicial), pois o final seria o divorcio. Deve-se, analisar portanto o todo.
A natureza individual do individuo é diferente da natureza social.
Se uma mulher casada, quiser ficar com vários homens ela pode, segundo a natureza individual, mas ela abre precedente para que outras mulheres façam o mesmo com o marido dela e com os filhos.
Durkheim define também densidade dinâmica e material para o bom funcionamento da sociedade. A primeira são as relações sociais que temos e estamos envolvidas e  a segunda é a quantidade de pessoas de um lugar associada a possibilidade de intercomunicação.
Conclue-se que como um relógio, o funcionalismo de Durkheim afirma que para que a sociedade funcione adequadamente ,tudo deve desempenhar suas respectivas funções, como o Estado, a igreja, a família e a escola  para que não ocorram anomias e patologias.

Generalização do Homem