segunda-feira, 4 de junho de 2012

A educação na civilização industrial

      Vemos que a educação atual não tem um papel inovador, pois a mesma tem apenas um processo civilizatório repetido, onde não tem como função formar profissionais preparados para o mercado de trabalho. Esse papel fica para as universidades e centros técnicos.
      Embora que o governo diga que a educação pública é para preparar o jovem para o mercado de trabalho, isso é mais visto no papel, pois na prática a educação é apenas superficial. A educação acaba visando uma competição, pois o indivíduo passa a ver cada vez mais a concorrência para o mundo universitário.
      Antigamente as empresas necessitavam apenas do homem para exercer as funções necessárias, pois caracterizava-se mais por um serviço braçal. Atualmente as empresas prezam por profissionais com perfil técnico,e que possua capacidade intelectual para ocupar o cargo.
      A educação atual não é simplesmente saber, ela está adaptada ao mercado de trabalho, ou melhor tentando se adaptar as necessidades do mercado, pois está á décadas apenas formando por consequência de sua obrigação e dever.
      São vários os exemplos da falha educacional explícita na sociedade brasileira, onde nem sempre a ferramente de estudo tem como principal produzir pensamentos e conhecimentos, e que no final de tudo...a alienação acaba sendo mais frequente. Cabe a esse sistema fazer que essa educação seja mais aprimorada e mais válida a todo e qualquer indivíduo.

Mariana Costa (diurno); Francielli J.Silva (noturno); Robson de Jesus (noturno); Marisa Silva (noturno); Luciana Pires (noturno); Tauane Luiz (noturno).