terça-feira, 26 de junho de 2012

Weber no Serviço Social

A visão Weberiana tem como ideal uma maior compreensão sociológica de cada indivíduo na sociedade. Sua visão compreensivista ia contra ao determinismo, objetivismo e dogmatismos que estavam presentes na sociabilidade.Sua proposta era uma nova interpretação do social e do pessoal.
Weber propunha uma compreensão a partir da ação de cada indivíduo, dos valores morais e princípios de cada um, em que, cada indivíduo responde por si e suas atitudes são tomadas de cunho pessoal e não da sociedade ou classe, chamando assim de Ação Social toda atitude individual.
Este método compreensivo de Weber de análise do interior e não apenas do exterior é de grande importância para a atuação do Serviço Social nos atendimentos aos usuários que necessitam do serviço. O Assistente Social em sua análise do usuário necessita do aprofundamento no individual para conhecer os valores e a realidade daquele usuário que está recorrendo a algum direito ou a algo que precisa de mudanças em sua vida. Deste modo, o serviço prestado surtirá efeitos mais plausíveis na vida daquele usuário.

Juliana Marton Moretti 1° SS - Diurno

A construção da compreensão.


O sociólogo Max Weber faz uma construção na Ciência Social de uma metodologia que estuda e valorize não o determinismo e o chamado de antimão de possíveis causas, seja ela a força da sociedade sobre o individuo, ou condições econômicas que forjam uma condição operária. Weber chama a atenção pelo fato de que é preciso como método na analise sociais, a multiplicidade de valores e de determinantes na ação social.
E para ele as nossas lutas cotidiana era o resultado de pluralidade de causas, e o individuo pode agir de acordo com seus valores, religiões, cultura, dos grupos sociais que ele convive e suas diversidades de valores que movem o individua em suas ações.
Para Weber existia o percurso ideal para a classe operária, e assim imaginando as características possíveis do nosso objeto de analise, como por exemplo, analisando nós estudantes de Serviço Social. Quais são as nossas características apresentadas e analisadas de uma forma geral?
Tendo uma noção sociológica surgem-se as respostas do tipo ideal, com características:
1º- Sexo Feminino;
2º- Imperativo;
3º-Organizada;
4º-Classes inferiores (economicamente);
5º-Engaxada politicamente;
Para Weber essas descrições são imagináveis, porém existentes, mas como não é presente em todos os alunos, não é possível formar uma lei geral para a atuação de uma Assistente Social. Deve-se comparar o tipo ideal com o real e tornar-se uma verdade empírica, para ele o tipo ideal deve ser algo que desapareça depois, apenas imaginado, mas que no fim tenha um ‘’sucesso’’ e seja realizado.
E para analisar e formar um tipo ideal, Weber criou quatro passos fundamentais:
1. Ação social racional com relação a fins, ter a ideia geral do objeto na qual a ação é estritamente racional.
2. Ação social racional com relação a valores, analisar a formula geral a partir dos diversos valores, na qual não é o fim que orienta a ação, mas o valor seja este ético, religioso, político ou estético;
3. Ação social afetiva, analisar conexões anteriores, porque para sabermos quem somos nós hoje, devemos pesquisar quem são nossos pais, nossos avós. Ou seja, a conduta é movida por sentimentos,
4. Ação social tradicional, analisar quais são as possíveis trajetória futuras, e saber quais são as possibilidades de futuro que tem como fonte motivadora os costumes ou hábitos enraizados.

Weber sem sobras de duvidas vem combater as ideias de Marx e Durkheim, pois defende a compreensão, e analisar os acontecimentos. A ciência de Weber se fosse aplicada e muito mais valorizada, nos mostraria outro sentido de vida, e muito mais ‘’saudável’’. Pois quando nos colocamos no lugar do outro, entendendo seus valores, seus sentimentos, sua cultura, sua maneira de pensar, e sabendo ‘’olhar’’ o mundo com os olhos do outro, tudo se torna compreensivo, entendido e principalmente controlável em nossas ações.

Victória Amazonas- 1º Ano SS- Noturno.