domingo, 2 de novembro de 2014

Max Weber: Análise do indivíduo como ponto de partida para o conhecimento da sociedade.

Weber ao contrário de Marx defendia o foco da análise nas ações sociais do indivíduo e não nas ações da sociedade, ou seja, na visão de Weber para se entender o sistema em que vivemos é necessário analisar cada indivíduo e seus valores, que são construídos através dos seus hábitos e cultura e assim acontece uma análise sociológica. Weber também defendia que não existe somente uma dialética, como defendido por Marx, e sim varias dialéticas que explicam as ações individuais.
O ser político e o ser social, para Weber, são seres distintos, e para a busca de uma objetividade na análise sociológica é necessário separá-los. O papel do sociólogo é compreender a realidade e não transformá-la, e a política pode usar as conclusões dos sociólogos para transformar a realidade.
Na análise de Weber não é possível analisar um objeto amplo com uma visão geral, ou seja, o geral acaba se transformando no ponto de partida para entender o objeto de estudo particular, e esse objeto de estudo acaba se tornando o ponto final.
O individualismo metodológico de Weber é um método de análise que tem como foco a ação do indivíduo para entender parte da riqueza da ação social, pois cada indivíduo tem sua percepção sobre os fatos e carrega uma reação de acordo com essa percepção. A ação social é medida por valores de cada indivíduo, e cada ação é uma escolha de valores, ou seja, a decisão para cada ação é consequência de um juízo de valores. Os valores podem ser criados de acordo com a necessidade do indivíduo em questão e a ação pode ser orientada para os fins sem que aconteça o uso de valores.
Para Weber a ação social se classifica em quatro tipos: ação racional com relação a um objetivo, ação racional com relação a um valor, ação afetiva ou emocional e ação tradicional. No cotidiano da sociedade é possível analisar as ações sociais baseadas nesses quatro tipos já pré-estabelecidos.
Quando um indivíduo é movido por um objetivo, como por exemplo, um estudante se esforçar para terminar uma faculdade e conseguir um currículo bom para o mercado de trabalho, ele é movido pela ação social com relação a um objetivo que neste caso é conseguir o emprego almejado.
Uma situação que caracterize uma ação social movida por valores pode ser caracterizada pelos soldados que vão á guerra por amor à pátria, ou por uma jovem que segue os padrões de sua religião e se “guarda” para o casamento, essas ações são guiadas pelo um valor já introduzido dentro do indivíduo em questão.
A ação afetiva e emocional pode ser exemplificada na ação de vingança de um jovem pelo assassino de um ente querido, ou seja, esse jovem teve sua ação baseada no afeto e na emoção que sentia pela pessoa assassinada no caso.
O ultimo tipo de ação social segundo Weber pode ser caracterizado pelas ações baseadas nas tradições de uma cultura, como por exemplo, festas típicas ou mitos e surpestições de determinados locais.
Weber trás uma análise social inovadora e que pode ser utilizada dentro da profissão do assistente social, quando este profissional analisar um indivíduo para entender suas ações, sem que leve em consideração o capital em que esta inserido, e sim os seus valores entendendo assim sua relação com a sociedade.

Marcela Casagrande Manzolli, 1° ano SS, Diurno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário