domingo, 2 de novembro de 2014

SONETO: SOCIOLOGIA DA COMPREENSÃO

E pela primeira vez o foco é individual,
Possui como objetivo o estudo da ação social.
O individualismo metodológico, weber ativa,
Privilegiando a sociologia compreensiva.

Ações coletivas têm origem em ações individuais,
Não se deixe enganar! Não diga ao outro quais atitudes deve tomar como fundamentais.
Indague o indivíduo, os condicionantes de valores,
Tarefa difícil compreender valores distantes dos nossos, mas é preciso investigar tais fatores.

Como ferramenta metodológica para analisar,
É proposto o Tipo Ideal, algo que se constrói na mente, uma “realidade racional.”
Apesar de não existir, é um ponto de partida para que a pesquisa, aproximação ou distanciamento, mostrar.

A verdade cientifica atribui esta missão:
Comparar o fato real com o tipo ideal,
Podemos ter respostas positivas ou grande decepção.


Utilizando, em parte, a perspectiva de Weber, podemos discorrer sobre o sistema público de ensino, apesar de inúmeras reformas curriculares e legislativas, ajustes de salários e políticas sociais, não foi possível atingir as raízes dos problemas que engendram lacunas na educação.  Ressaltamos um dos problemas que envolvem a educação brasileira, as generalizações de atitudes atribuídas a inúmeras escolas. O que justamente falta, é um pouco da perspectiva da sociologia compreensiva, ou seja, para compreender o papel de uma escola em uma comunidade, é necessário indagar o individuo que a faz funcionar (alunos, professores, diretores) para que outro campo, política, trabalhe com objetividade. E que deixe de fornecer soluções a problemas que não existem em determinadas escolas, enquanto outros setores ainda perecem, os problemas devem ser levantados de forma particular, pois as lacunas de uma escola não são as mesmas de outras, exigindo soluções diferentes.

Ivone Carolina Fernandes da Silva - 1º Ano Serviço Social Noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário