domingo, 2 de novembro de 2014

Tentar entender a sociedade nos faz mergulhar no desconhecido, em um esquema cheio de complexidades, quanto mais tentamos compreender, mais nos afundamos em um buraco sem fim, tentando encontrar soluções para os problemas sociais, mas como poderemos saber o que é melhor para sociedade? Buscar uma solução para as desigualdades sociais é uma luta que engajamos através de ideais de igualdade e justiça, mas ao depararmos com a realidade, nota-se o quão utópicos nos tornamos, idealizamos uma sociedade que acreditamos ser melhor para todos, que os problemas são decorrentes da sociedade como ela é, mas ao nos perguntarmos, o que é a sociedade, defrontamos com a questão do indivíduo, a sociedade é formada pelo indivíduo, que é formado pela sociedade. Antes de interferir na sociedade temos que fazer uma análise do sujeito, cada um carrega em sim valores individuais, crenças e costumes, fazer uma análise focada somente no todo, faz com que esqueçamos que cada ser é uno, e sua ação individual também interfere na sociedade e isso reflete nas questões sociais. Quando ocorre um crime, devemos analisar o que levou o sujeito a pratica-lo, ao nos depararmos com um assassinato, devemos analisar os reais motivos, o Homem age pelo emocional, racional ou pelo costumes, e isso reflete no meio social em que vive, ele pode estar sendo movido pelo seu próprios valores e morais, a partir da análise do sujeito partimos então pela sociedade como um todo, mas devemos nos atentar que muitas ações veem também do reflexo da sociedade, para defrontarmos a questão social devemos ter compreensão que cada um vive de maneira diferente, não existe a sociedade correta a se viver, devemos respeitar o outro, caminhando desta maneira talvez a humanidade encontre a paz entre as nações. Entramos então na mais complexa questão, entender o Homem e a sociedade. ARMAS QUÍMICAS E POEMAS Eu me lembro muito bem Como se fosse amanhã O sol nascendo sem saber O que iria iluminar Eu abri meu coração Como se fosse um motor E na hora de voltar Sobravam peças pelo chão Mesmo assim eu fui à luta Eu quis pagar pra ver Aonde leva essa loucura? Qual é a lógica do sistema? Onde estavam as armas químicas? O que diziam os poemas? Afinal de contas O que nos trouxe até aqui? Medo ou coragem? Talvez nenhum dos dois! Sopra vento um carro passa pela praça E já foi...já foi! Por acaso eu fui à luta Eu quis pagar pra ver! Aonde leva essa loucura? Qual é a lógica do sistema? Onde estavam as armas químicas? O que diziam os poemas? O tempo nos faz esquecer o que nos trouxe até aqui mas eu lembro muito bem como se fosse amanhã Quem prometeu um descanso em paz Pra depois dos comerciais Quem ficou pedindo mais Link: http://www.vagalume.com.br/engenheiros-do-hawaii/armas-quimicas-e-poemas.html#ixzz3HwZfMiqL Lilian Greice 1° Ano SS/Noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário