domingo, 2 de novembro de 2014

Weber, classifica a ação social, com base na sua causa, ou seja, oque a gerou. São quatro as denominações:
Ação tradicional - se dá através de uma tradição, um costume.
Ação emocional - como o próprio nome já diz, a ação é movida pelo sentimento do autor para com o receptor, envolvidos na ação.
Ação racional com relação a valores - é movida pelos dogmas do autor da ação.
Ação racional com relação a fins - é realizada com um objetivo a ser conquistado ao final da ação.





Analisando este caso na perspectiva de Weber, pelas informações que temos, a ação usada é a racional com relação a fins, já que o autor dessa ação a realizou com o intuito já planejado, como mostra o bilhete "vamos acabar com essa praga", a ação foi friamente calculada e como podemos ver, fica claro que tem o objetivo de exterminar os homossexuais. Entra aqui, o individualismo metodológico, que vai tratar de analisar de uma forma imparcial o que levou esta ação. Neste caso, pode-se aplicar vários motivos como religião, costumes familiares, dogmas, entre outros... Weber procura entender para explicar o motivo e depois compara-o ao "tipo ideal" para ter um resultado mais apurado.
Analisar a mente, o espaço, a história e os ideais do individuo, para assim compreende-lo

"Olhos que enxergam além, do universo em que você está... Dogmas que espalham medo entre os inocentes. A gente aprende desde cedo, a temer a liberdade..." (Samba Triste - Charlie Brown Jr.)

Júlia Carvalho Rodrigues  1 SS - Noturno 

Nenhum comentário:

Postar um comentário