domingo, 2 de novembro de 2014

Weber e seus princípios


Weber era um dos principais e mais recentes sociólogos de sua época. Ele parte para a sociologia do individuo, onde ele vê a ação social no ser, em que as ações imitativas não são consideradas ações sociais. Com isso, ele parte de 4 tipos de ação social no individuo racional em seus modelos bases
1 Ação racional com relação a um objetivo: O individuo muda todo o seu ser para alcançar para atingi-lo.
2 Ação racional com relação a um valor: Fiel a suas ideias e aceita os riscos que pode trazer através de sua ação


3 Ação afetiva: Estimulada pelas emoções
4 Ação tradicional: Feitos por hábitos, crenças.
Com isso, a sociologia de Weber é chamada de compreensiva pois não tem caráter de transformar mas sim de entendê-los.


Há uma diferença entre o Durkheim e Weber pois o primeiro olha para os fatos sociais e tenta compreender o que isso faz com o ser. E Weber não, ele parte do contrário, olha o individuo e suas crenças, personalidades para poder entender as funções de acontecimentos ao seu redor a qual a decisão final é a situação que o individuo enfrenta.
A ciência em compreensão da o sentido da ação social em que é determinada por um sentido e movida por valores. Por fim, Weber não acredita na possibilidade de "Leis gerais" que expliquem a totalidade do mundo social e que busca pelas leis causais, que sejam analisadas cientificamente.
Letícia Pinatti- 1º SS/diurno

Nenhum comentário:

Postar um comentário