domingo, 6 de abril de 2014

Ponto De Mutação

O filme, ponto de mutação, traz á tona questionamentos sobre o mundo contemporâneo, abordando assuntos como política, ecologia, tecnologia, e o futuro da humanidade na visão de três personagens que se encontram na frança. Uma das maiores preocupações abordadas pelos personagens é a questão ambiental. A cientista, que aborda o tema entre eles, afirma que se deve abrir os horizontes para modelos diferentes, para que se possa escapar dos processos, onde temos o controle, mas muitas vezes não a compreensão. Enfatiza, que não se pode olhar separado os problemas globais tentando entendê-los e  resolvê-los separadamente. Devem-se  entender as conexões para depois revolver os problemas. Assim consegue-se pensar em um mundo com crescimento sustentável com melhores condições para se viver.

Thiago Lima Rodrigues-1 anos SS diurno.

Ponto de Mutação

O Filme Ponto de Mutação, é muito instigante no que diz respeito poder analisar como todas as coisas são interligadas no universo. O filme conta a história de 3 personagens que se encontram em um Castelo Medieval, no litoral da França, e partir do momento em que estão de frente a um relógio, se da inicio a discussão do mundo e dessa interligação A cientista diz que os políticos observam a natureza, assim como Descartes pensava, (pensamento cartesiano), que nada mais é viver consigo mesmo, de forma separada do resto do mundo, pois assim cria-se  uma distorção de ideias, o homem isola as partes do mundo, para serem observadas, estudadas e boa parte delas resolvidas, é nesse ápice da conclusão que ela da a sua opinião criticando esse modo de ver as coisas, dizendo que o mundo deve ser visto como um todo e não de forma fragmentada, pois os problemas sendo discutidos separadamente, não há garantia que será resolvido quando eles forem ligados em uma só conexão, pois é nessa interligação que pode ser trabalhado e analisado um fenômeno, ao invés de ficar apenas em coisas “pequenas”.

Maisa Bozelli Vieira - 1º ano SS noturno

Ponto de mutação

No filme Ponto de mutação são abordados vários temas, envolvendo diferentes opiniões, mais que ao final essas ideias diferentes, de alguma maneira se interligam, e se relacionam, pois para uma mesma teoria há várias visões diferentes. É muito usado pela cientista (Sonia) formas científicas de explicar os problemas da atualidade, ela expõe por exemplo para Jack, que vai se candidatar a presidente dos EUA que para resolver as mazelas da sociedade, é preciso visar a prevenção, ao invés da intervenção.
É usado de forma metafórica, a explicação para as questões da vida, questões muitas vezes que estão fora da percepção da humanidade, gerando assim a crise de percepção, em que as pessoas buscam soluções para os problemas futuros, quando na verdade, elas deveriam buscar soluções na base do problema. A partir dessa teoria se vê o quanto a sociedade está alienada, sem perceber as mudanças que estão ocorrendo no mundo, tanto nas esferas sociais, quanto na esfera do indivíduo, causando problemas que estão ligados, pois o sistema é todo constituído de relações, uma "teia de relações", mostrando uma nova visão do mundo.

Como forma de comparação a música "Astronauta- Gabriel Pensador", mostra que com o isolamento (como no caso de Sonia), se tem o questionamento, que através desse expõe-se a atual situação que o mundo se encontra, que é visto no filme, e na música.

http://www.youtube.com/watch?v=-QvQBLVJvKI

Ana Laura Assis - 1º ano SS diurno

Barroco narcisista


Quando abrimos os olhos, pela primeira vez, nos maravilhamos por tudo aquilo que o mundo proporciona à nossa admiração. Ao nos tornarmos criança queremos ser super-heróis. Quem nunca quis salvar o mundo? Mesmo após descobrirmos a inexistência da "mulher maravilha" ou do "quarteto fantástico", sonhamos em vestir o uniforme branco, apagar incêndios, prende ladrões e levar a paz à todos os homens. Mas o sistema parece desconstruir toda essa nossa "cede" por um mundo melhor, então, nos acostumamos, não só com o que vemos, mas com a sociedade,uma sociedade individualista que considera a luta por poder e vitória uma prioridade. Viramos maquina de um sistema que busca o lucro em detrimento do próprio meio em que vivemos e que dependemos.
As relações humanas com o meio e o próprio indivíduo são descartáveis, e tudo isso começou a assustar o homem. Em meio a crises existenciais, depressão e a destruição do meio natural, o ser humano busca soluções, mas seu caráter imediatista e intervencionista, em detrimento das ações completas e preventivas, resulta no fracasso, a longo prazo, de suas ações.
A grande questão é: até quando a natureza irá aguentar? Por quanto tempo vamos aceitar um sistema que nos acorrenta e flagela o nosso "eu" interior?

Natasha Naitzk- 1° ano Serviço Social, diurno.
 Filme "Ponto de mutação".

REALIDADE IMUTÁVEL


     A tirinha possui traços de dois personagens do filme Ponto de Mutação, a cientista Sonia e o candidato à presidência Jack.

     De acordo com a pesquisadora, para que haja uma melhora no funcionamento do mundo e consequentemente, na vida das futuras gerações, é necessário buscar uma mudança e não habituar-se a alienação passada pela influência política ou através da mídia, mantendo os ideais antes pensados.

     Já o personagem Jack, envolvido em seu mundo político e completamente imerso nesse cenário, possui pensamentos fixos e concretos, não demonstrando interesse, no início,  de abrangê-los ou de enxergar as vidas além da sua.

     A imagem revela por meio da fala do coordenador da escola, que esta prepara seus alunos exatamente para o comodismo, este em que o senso crítico não é desenvolvido e a realidade, seja esta qual for, é aceita, pois melhorá-la  parece uma SITUAÇÃO IMPOSSÍVEL.

     Do mesmo modo, o não desenvolvimento da criticidade pelos futuros alunos faz com que eles NÃO enxerguem os erros da vida real e NÃO procurem mudanças, seja por direitos, pela política, pela destruição do meio ambiente, e vários outras questões que passarão despercebidas a essas e as próximas gerações.

     A escola possui um papel fundamental no desenvolvimento dos seres humanos, visto que a maioria deles passaram ou passarão por uma instituição de ensino, que educa, modifica e forma futuros cidadãos. Se o colégio possuísse em sua grade curricular uma disciplina diretamente ligada a questão da ética e da formação argumentativa, seus alunos sairiam com um amplo conhecimento do mundo e seriam menos suscetíveis a aceitação da “REALIDADE IMUTÁVEL”. 

Daniela Aparecida da Silva
1º ano Serviço Social - Matutino

O ponto certo para mudar

"Ponto de Mutação" é um filme em que três adultos (poeta, cientista e político) conversam sobre vários assuntos, cada um com sua opinião, com seu pensamento, sendo baseados nas ideias de suas respectivas profissões. O que os instigou a ter essa conversa foi o fato deles terem percebido as atitudes das pessoas dentro da sociedade. Eles discutem sobre diversas questões sociais, como política, capitalismo, meio ambiente, saúde, e entre outras, e percebem estas deveriam ser vistas e estudadas mais a fundo, para que os problemas fossem resolvidos com mais conhecimento do caso, precisão e justiça para com a sociedade. A discussão deles os leva a concluir que todos podem mudar o mundo, basta pensar o que é bom e o que é ruim para a sociedade, lembrando ainda que, se queremos mudar algo, precisamos primeiro avaliar se o problema não está na gente ou se é a gente. Assim, seguiríamos com um mundo menos egoísta, individualista, e conseguiríamos construir uma democracia digna, que pensasse no bem da população.

Débora Araujo Costa - 1º ano Serviço Social - Matutino

interligados ao universo


De acordo com o filme “O Ponto de Mutação”, podemos observar as várias visões e percepções que cada um desenvolve a respeito do mundo o qual habitamos, e todas as experiência a qual nos permitimos ter, e a todos os conhecimentos, sejam eles científicos ou não, que formulamos, questionamos, desenvolvemos, ou aperfeiçoamos.
O filme é baseado em uma discussão entre uma cientista, um candidato à carreira politica dos Estados Unidos, e um poeta, sobre as diferentes formas de ver o mundo, e a evolução do pensamento que os indivíduos, inseridos na sociedade sofrem, e em meio a isto percebe-se que nenhuma visão está errada, uma pode completar a outra, e esta conversa é necessária para que eles possam conhecer outras interpretações a respeito de como vivemos e nos relacionamos com o conhecimento. A ciência pode ser interpretada de várias formas, seja para o bem ou para o mal da humanidade, e os problemas podem ser solucionados da melhor ou pior forma possível, só depende de como e o quanto estamos dispostos a nos sacrificar para erradicá-los.

O conhecimento que acumulamos de acordo com o decorrer de nossas vidas, pode ser quebrado em diferentes partes, pode ser utilizado como um todo, pode se misturar com novos conhecimentos, e por isso, nós, humanos, devemos aprender a recorrer a ciência para viver, da melhor e mais correta forma, acompanhando o desenvolvimento mundial, mas sem desrespeitar a natureza, da qual retiramos nosso sustento e nossa sobrevivência, sem ela, não viveríamos, e a partir disso, o filme nos leva a pensar em práticas rápidas e funcionais para solucionar os problemas do mundo, a fim de não resolver um por vez, separados, mas sim, todos, e ao mesmo tempo e de uma só vez, pois estão todos conectados e interligados, a nós e ao universo. 

Marina Neves Biancini, 1º ano SS Diurno.

Mudar sem parar.


O filme Ponto de Mutação se passa em um castelo na França e retrata um diálogo de três pessoas, um político, um poeta e uma cientista que apesar de núcleos sociais e pensamentos divergentes são abertos a novas opiniões.
No decorrer do filme eles abordam vários assuntos que nos possibilitam ver aspectos diferentes sobre o mesmo, nos levando a refletir se estamos realmente buscando a melhora nesses aspectos como: fome, miséria, doenças, meio ambiente etc.
Num contexto geral o filme retrata um pensamento um tanto quanto filosófico baseando-se em Descartes que buscava compreender melhor o mundo por uma visão cientifica, olhar de um modo diferente compreender o pensamento do outro, chegar a raiz do problema, deixando o egoísmo de lado e pensando juntos  para assim construirmos uma sociedade melhor para se viver e nos lembrando sempre que a mudança começa em nós.





Tatiane Gomes Montes,1º ano de SS, Diurno.


Ponto de Mutação

   O filme Ponto de Mutação, é muito interessante, sobre a conversa de 3 adultos, cujo cada um tem a sua maneira de ver o mundo. Em uma conversa, eles discutem varias questões sobre como era o mundo antigamente e sobre como ele é agora, colocando também sua maneira particular e visão de como o mundo era e de como ele esta hoje em dia.
   Eles discutem questões como, política, natureza, população, interesses pessoais, capitalismo.
   As coisas no mundo, tinham que ser vistas mais de perto, com uma ligação entre elas, para que se compreenda mais os acontecimento, que se tenha mais autoridade no assunto e que entenda porque tantas coisas acontecem no mundo.
   O que é muito interessante, é que o filme mostra diferentes pensamentos sobre diversos temas, o pensamento político, o pensamento físico e o pensamento poético.
   Mostram o que poderia mudar no mundo, somente com a forma de pensar da sociedade, e fazendo ver as coisas de todos os pontos e com todos os olhos. Vendo tanto o lado político, como o lado social, físico, literário, e poder ter melhores conclusões do que e melhor ou não para a sociedade. Para que o mundo não seja tão individualista e tenha um pensamento mais em prol de toda a sociedade.


Isadora S. Mansur 1 ano SS/Noturno 


A mutação é um ponto?




Ambientado no início dos anos 90, o filme "Ponto de Mutação" proporciona a em todo instante momentos de questionamentos, com grande enfoque nos problemas mundiais da época e que perpetuam até os dias atuais.

A partir do encontro de três pessoas diferentes: dois amigos e uma mulher, em um castelo na França, dá-se inicio ao grande diálogo que se estende até a última cena do filme.

Sonia Hoffmann, cientista que maestra o debate começa pelo questionamento dos pensamentos de René Descartes e Francis Bacon, analisando a linearidade de seus pensamentos e levando o poeta Thomas Harrimann e o politico Jack Edwards a apresentarem suas percepções no discurso. Cada um dos personagens por serem completamente diferentes enriquecem o roteiro; suas visões abrangem as estruturas de cada um, principalmente de Jack, norteado pela aplicabilidade politica.


A reflexão sobre a sociedade, comportamento humano, politica e principalmente a influência da Ciência  sobre a sociedade, permite a quem assiste compreender com maior clareza sobre o que o nosso mundo está se tornando, e o que deixaremos para as futuras gerações?


Taciane Caroline Ferreira Araújo, 1 º ano SS Diuno

Teia de relações

 O filme conta a história de um ex-candidato à presidência dos Estados Unidos que frustrado com a política vai visitar seu amigo poeta na França, ao visitarem um castelo antigo conhecem uma mulher chamada Sonia, ela é uma ex cientista, que ao expor sua opinião no meio da conversa dos dois homens, se mostra muito sábia... Os dois amigos impressionados, começam então uma conversa muitíssimo interessante, que colocam em pauta as relações humanas, em suas questões sociais, políticas, falando também sobre problemas como meio ambiente, ciência, filosofia e vários outros que se interligam.
 A ex cientista diz que os políticos seguem o pensamento cartesiano, acreditam que podem desconstruir, analisar e conhecer o todo, porém esse pensamento é ultrapassado, as sociedades mudaram, e é preciso mudar a maneira de enxergar e resolver os problemas sociais também! Segundo Sonia, Descartes foi sim muito importante e brilhante para a época, mas novos tempos surgiram e novos meios de pensar são necessários... A sociedade não pode mais ser observada por pedaços fragmentados, pois está tudo conectado, a política deve introduzir um novo jeito de ver o mundo e não ficar tentando “tapar buracos”.
 Ou seja, é necessário uma nova visão, tanto da população, como da política, com soluções mais sustentáveis, que previnem os danos ao invés de gastarem milhões para amenizar os estragos... Uma visão que permite analisar como um todo, um organismo e suas ligações, pois tudo é uma teia de relações, funcionando sempre em conjunto!


Marcela Cintra Comassio - Serviço Social/Noturno 

Tempo de Mudança


           O filme "Ponto de Mutação",traz á tona um tema de extrema  importância para a humanidade:a necessidade de uma nova visão de mundo,diante de uma crise de percepção do mundo atual.Traz reflexões sobre as bases da nossa existência e da integração entre o pensamento e ás ações humanas no contexto do desenvolvimento,na busca de um progresso equilibrado e sustentável.
     Existem três personagens:um político,um poeta e uma cientista.O político e o poeta se veem em um dilema,ou seja,cada qual preso ao seu mundo,procurando nele o sucesso,sua direção,tal como,uma ilha solitária.Já a cientista busca o seu caminho,se transformar no isolamento,na fuga do perdão pelos resultados de suas ações e criações. 
            O filme apresenta discussões relevantes que permeiam de um modo mais destacado o mundo científico,mas que faz uma série de questionamentos com destaque para os rumos da ciência moderna.

 Tamara dos Santos Oliveira-1 SS/Diurno

Ponto de mutação


Pensar nos trás várias reflexões sobre o mundo em que vivemos.Então, logo nos questionamos o que fizemos para nos tornarmos pessoas tão fúteis, que não olhamos ao  redor  não percebendo a energia do universo que interliga todos os seres existente. 
O filme, trás vários questionamentos quanto a essência do ser e seu propósito de vida, e nos mostra que a percepção do mundo é o que pode fazer diferença para a evolução da humanidade e dos seres, que são interdependentes entre si, ou seja, somos parte de uma  teia invisível, e se uma parte for rompida as outras desmoronam e ser tornam incompletas.
A pressa de crescimento fez com que a ciência e a tecnologia evoluísse de modo surpreendente, porém, medonho, as relações se tornaram impessoais, a exploração da natureza, os desmatamentos foram vistos como necessários, a cada dia a teia se rompe, e as atitudes imediatistas trás graves consequências para o futuro.
 A vida é a uma caminhada rumo a evolução, e nossos pensamentos junto com as atitudes é o que fará a diferença.




Lilian Greice de Paula 1° ano SS/noturno

Entender para poder solucionar


Ao ver o filme presenciei três visões um tanto quanto diferentes, o que mais me chamou a atenção foi a visão da física, sobre as coisas, ela via em objetos e maquinas a filosofia, e não era apenas uma visão é a verdade, quando ela observa e usa como exemplo a máquina do relógio, e explicando através dele o pensamento de Descartes, sobre sua visão de mundo, que era como uma máquina, sendo assim, cada parte age isoladamente, uma sem interferência da outra, isso seria a mecanização, isso ajudou e muito no avanço tecnológico, mas por outro lado fez com que as pessoas pensassem que o mundo em que vivemos também devem agir que forma separada, que não irá afetar o outro, e não é assim, como na visão do politico era essa que ele podia mexer com certa coisa que não iria afetar nada, apenas aquilo, como resoluções de problemas rápido, mas não é assim, como principalmente fazem com a natureza, prejudicam ela o tempo todo, e só porque esta facilitando e deixando pratico a vida dos seres humanos, e o problema é que não vai apenas  “facilitar”, vai também prejudicar, ou como a física mesmo cita em seu dialogo, criam locuções imediatas não vão na raiz do problema, como curas para doenças, mas eles que nos inserem a doenças tudo com base em LUCROS.

Afinal, todas as coisas estão relacionadas entre si, pelos seus átomos e seu campo de energia, todos temos uma relação, até com objetos passamos e recebemos energia, entre nós, com a natureza, e devemos entender essas ligações para acharmos soluções, porque tratando os problemas separada mente não conseguimos uma solução.
                                                                                                 Caroline Alves Miranda/1°SS Diurno
Filme: Ponto de Mutação

O filme trata uma busca da compreensão dos paradigmas do futuro.
Para mudar o mundo é necessário que se mude também o olhar que temos dele. 
Para encontrar uma solução é preciso que primeiro se analise o problema.
O que fazemos que prejudica a natureza acaba por prejudicar a nós mesmos.
O conhecimento científico é imprescindível na busca das respostas que buscamos. 
Podemos encontrar resposta para várias perguntas, mas quando buscamos essas respostas em grupo percebemos como é ela é mais rica e proveitosa.
É necessário antes de tudo, que se quebre os paradigmas para que assim possa abrir novos caminhos para a pesquisa.

Laiane Mirelli, 1º ano,S.S. Noturno

Até que ponto? O Ponto de Mutação?


Ponto de Mutação, aceleração
Pontes de ligação e transformação
Três pessoas incompreensíveis, famintas
Questionam de formas distintas...
Um poeta indignado, inconformado
uma cientista arrependida e perdida,
e um político acrítico e derrotado.
Os três, numa ilha, lado a lado
Buscando o verdadeiro sentido da vida,
após tantas metas, conquistas e enfado...
Eis um drama, que no ser humano inflama!
O que é, então, esta tal vida?
Senão um ponto de partida,
em aceleração, tudo em conexão.
Logo, fatos isolados e fragmentados
não podem ser estudados...
No mundo, um pouco de tudo e, 
em tudo um olhar mais profundo
 Enquanto a  natureza é independente,
O Homem, cada vez mais... intransigente
Se a mesma, regenera, ele se desespera!
De que vale a ciência?
Sem foco e experiência.
Se não serve à vida, não tem coerência.
E a política, a economia,
num mundo capitalista, sem isonomia
Cada vez mais egoísta...
Falar de sustentabilidade, agora tão tarde!
É quase insanidade.
Só ser, e não ter...Pra que tanto ter?
Daí, crises de identidade
Em quase toda a sociedade!
Será que vale a pena,
fugir dos problemas, tentar  mudar o sistema?
Excluir os relacionamentos
ignorar as emoções, os sentimentos
Ah! Verdadeiro tormento!
Por vãs filosofias, só teorias...
fantásticas, porém, nada pragmáticas!
Contudo, diante das mutações e muitas ações 
entretanto, se achegará a Um Único Ponto:
cujo Este, Imutável, Inabalável !


Maria Aparecida Alves Caldeira, 1º ano SS Noturno











  
  

Ponto de mutação

Renovar é viver


   Nossas vidas são constituídas de perspectivas, onde a cada momento surgem novas formas de mudanças que visam a melhoria em nossa existência. No filme " Ponto de Mutação" nos deparamos com três diferentes pensamentos em relação a percepção de mundo, o do politico, da cientista e do poeta. Com o diálogo apresentados por eles percebemos o quão ligados estamos com o que acontece ao nosso redor, com o meio ambiente e os seres vivos que pertencem a ele, as diferentes culturas e no aprendizados com nossos antepassados. O homem é egoísta, uma vez que pensa no aqui e agora, sem se preocupar com o que acontecerá nas próximas gerações.
   Ao observamos as questões sugeridas por eles, começamos a refletir o modo como vivemos e o que pode ser feito para que haja um mundo melhor. Para isso teremos que, primeiro mudarmos o olhar de mundo que temos e procurar ter uma nova maneira de entender a vida, através de uma auto-organização junto com a auto transcendência. Uma sociedade sustentável seria o ideal, assim conseguiremos que nossos filhos tivessem maiores possibilidades.
   Para que haja uma adaptação nos diferentes momentos que constitui a vida, é necessário termos criatividade, e com ela uma renovação no cotidiano.



Élica Batista dos Santos, 1º ano de Serviço Social, diurno.

                  O PENSAR ALÉM DAS NOSSAS ESTRUTURAS.



         O filme se passa na França, e retrata o encontro de três pessoas sendo eles uma cientista, um político candidato a presidência do E.U.A , e um poeta.
         Essas pessoas todas com estruturas e  pensamento já formado em relação a sociedade , se deparam com questões antes nunca pensadas. Este filme é um convite a pensarmos a vida fora da nossa própria caverna .Sônia utiliza os meios científicos para explicar o que ocorre na vida e assim nos leva a uma viagem para repensar como vivemos , para onde vai as sociedades e outras questões de grande utilidade humana.
         A maior crise que o ser humano enfrenta é a falta de "Percepção", no qual sem esta, vamos atropelando tudo e depois enfrentando graves consequências devido a esta falta de observar as coisas
         Sônia se vê com os seus ideais traídos , devido ao uso de seu projeto científico aos planos de guerra.
         O filme vem nos alertar sobre a questão da sobrevivência humana que esta ameaçada, que pela ganância e soberba do ser humano , vem cada vez mais se cegando ante a percepção de prever as coisas antes que elas acontecem , e utiliza da ciência para fazer guerras, das descobertas que poderia ser para uso de curas , de progresso econômico e muitos outros bens para humanidade , utilizam para acumular dinheiro, espalhar doenças, rivalidades, guerras e tecnologias cada vez maior em uma corrida armamentista sem limites.
      



Daiane Marcelino do Carmo Telles  1 ano Serviço Social - Noturno.

Filme: O ponto de mutação
Tudo ao nosso redor está interligado. Todos somos parte fundamental da inseparável teia das relações. Tudo depende de tudo.
Somos seres egoístas, pensamos apenas em nós mesmos e esquecemos do futuro. Não percebemos que a nossa relação com tudo que nos cerca pode prejudicar as relações futuras. Ninguém está isolado no mundo, temos de aceitar que não somos seres individuais, quebrar a velha ideia de que o mundo é uma máquina, e que podemos consertar as suas peças separadamente, estamos ligados a tudo.
Os tempos mudaram, e precisamos de uma nova maneira de ver o mundo. Precisamos de novas teorias para seguir em frente, pois, como diz Thomas Jefferson, é tolice apegarmos às velhas ideias e as usarmos no tempo presente, como é tolice tentarmos vestir nossas roupas de criança.
A vida se renova e cria novas formas a cada dia. Cabe a nós sabermos enxergar que não evoluímos no mundo, mas com o mundo. Não devemos ver particularmente aquilo que está ligado como um todo. Não devemos olhar separadas as partes dessa incrível relação que é a vida, como se fosse preciso ela ser dividida para ser compreendida, mas devemos ver o quanto o todo influencia na sua própria sobrevivência.
 
Tudo, todos e o todo
Somos feitos de barro e do fogo
e por isso somos o desejo e o amor.
Fomos feitos de terra e de água
e assim somos eternos como a vida
e somos passageiros como a flor.
Somos a luz a sombra, o claro, a escuridão
a memória de Deus, a história e a poesia.
Somos o espaço e o tempo, a casa e a janela
e a noite e o dia, e o sol e o céu e o chão.
Somos o silêncio e o som da vida.
O estudo, a lembrança e o esquecimento.
Somos o medo e o abandono.
A espera somos nós e somos a esperança.
Pois não somos mais e nem menos do que o todo
e nem somos menos e nem mais que tudo.
Somos o perene e o momento, a pedra e o vento
a energia e a paz, a vida criada e o criador.
Somos o mundo que sente, e irmãos da vida
somos a aventura de ser vida e sentimento.
E assim em cada ave que voa há nossa alma,
e em cada ave que morre, a nossa dor.
(Carlos Rodrigues Brandão)
Kálita Sousa Barbosa Gomes 1ºSS - noturno
Ponto de mutação
 No filme Ponto de Mutação, uma cientista mostra á um poeta e um politico sua percepção para a resolução dos problemas do mundo, uma maneira menos fragmentada, e ampla de se ver a situação problema.
 E essa visão da personagem não é apenas cinematográfica ela deslizaria feito uma luva nos problemas do mundo fora da ficção, como o exemplo do projeto da prefeitura de São Paulo de pagar R$ 15 para usuários de crack trabalharem 4 horas por dia, o projeto também paga a hospedagem destes. Porém esta medida é apenas uma forma de camuflar o problema, pois estes usuários não estão na cracolândia por não terem dinheiro para a hospedagem ou não terem empregos eles estão nesta situação por serem dependentes químicos e necessitarem de tratamento. Esta balburdia ocorre exatamente pelo o que o filme relata a problemática de se lidar com a situação de uma forma fracionada olhando apenas para uma parte do problema, que no caso apresentado é o usuário de drogas nas ruas de São Paulo, vendo de uma forma mais sistemática o problema, poderia se observar as situações que leva a uma pessoa a ser dependente química, a forma mais adequada de tratamento para cada usuário, etc.
 Portanto para que se tenha a resolução de vários dos problemas atuais é necessário não tratar os efeitos, mas as causas deles.

Cheliman Alves Rodrigues –  1° SS noturno
                              A necessidade de novas visões                 
  O filme trás uma discussão bastante pertinente, já que discute os vários modos de pensar e principalmente de ver o mundo, inclusive de grandes nomes da história, como Descartes, ao meu ver a crítica mais interessante feita por Sonia, personagem que é uma cientista. Sonia coloca em questão a maneira como Descartes compara o mundo e o homem, a um relógio, num pensamento extremamente mecanicista, a cientista reconhece o valor desse pensamento na época em que foi colocado, mas levanta uma grande questão na mudança valores e perspectivas nos dias de hoje.
  A filosofia do relógio apesar de muito importante já não se aplica mais ao momento em que vivemos, pede - se uma nova visão de mundo, uma nova maneira de tratar a vida, menos fragmentada, é preciso analisar o todo, ao invés de se focar em fragmentos que na verdade estão interligados em uma única totalidade. Apesar de haver um discussão entre 3 personagens e cada um ter um discurso, o de Sonia foi o que me pareceu  mais sensato e interessante, tendo apresentado argumentos, dos quais realmente me lavaram a reflexão. 
Referências : Filme O ponto de Mutação
(Bruna Moreira Silva 1° ano Serviço Social - Diurno)
Daylight - Maroon Five
http://www.youtube.com/watch?v=N17FXwRWEZs

                              Filme: Ponto de Mutação

                                                    Mudar

  O filme visa formas de pensamentos entre três pessoas de estilos de vida totalmente diferentes, mas que em comum estão abertos a novas ideias.
 Essas pessoas são americanas e fazem parte de diferentes núcleos sociais. O primeiro ator é um político, que se sente desmotivado com a sua vida profissional, onde diz não ter um discurso próprio repetindo sempre o mesmo. O segundo é um professor de literatura e poeta que se sente na crise da meia idade. A terceira é uma cientista especialista em física que vive uma crise existencial ao ver a intenção militar em sua pesquisa. Todos sofrem com um problema em comum, a decepção.
  No decorrer do filme, eles se encontram na França e em uma visita ao castelo medieval, se deparam com um imenso relógio antigo que se torna o ponto inicial de toda a discussão.
  A cientista começa a conversa fazendo uma critica a maneira cartesiana que os políticos de maneira geral vêem a natureza, ela afirma que os políticos descrevem a natureza assim como Descartes descrevia, como um relógio onde é possível reduzir ao monte de peças e analisando cada parte é possível entender o todo.
Ela critica dizendo que esta ideia é antiga e ultrapassada e que devemos mudar essa visão de mundo.Que devemos ampliar o nosso horizonte, buscar novas ideias e melhoras em diferentes aspectos da nossa vida.
  O político até entende o que a cientista quis dizer, mas questiona a forma no qual fariam isso.
  Enfim, a resposta não serve só em relação ao filme, mais sim levar mudanças a nossa vida real, buscando métodos interdisciplinares, buscando respostas e questionando, mudando assim a nossa maneira de interpretar os acontecimentos no mundo. 
 
                                                      Gabriela Teixeira 1° Noturno SS

                                                          PONTO DE MUTAÇÃO
O filme apresenta uma grande reflexão sobre os ideais humanos, questões politicas, ambientais, cientificas, sociais, entre três personagens uma cientista, um escritor, e um politico.
A cientista Sonia critica alguns métodos usados por grandes pensadores como Descartes e Bacon, afirmando que a visão do mundo não pode ser sempre a mesma, as coisas estão sempre mudando.
Os três mostram suas opiniões e pensamentos em relação a realidade presente, e uma forma em que ela possa ser modificada,o politico no inicio se mostra contra os ideais de Sonia dizendo que a opinião publica é contra novos ideais e a maioria é conservadora.
A conversa entre os três durante o filme mostra um novo método, uma proposta que possa precaver do que intervir resultando em uma melhora geral pois as relações são como uma teia.
A grande reflexão feita no filme nos mostra que a humanidade esta sempre mudando, devemos sempre refletir e não ter um pensamento egoísta, o nosso papel na sociedade e no futuro das próximas gerações é fundamental.
Kelvin Vinicios Silvestre de Lima  primeiro ano SS noturno

Constantes Mudanças.

O filme retrata um diálogo de três pessoas, com estilos de vida e personalidades diferentes. Os personagens são: Thomas, um poeta; Sônia uma cientista e Jack, um político. As pessoas, mesmo com estilos de vidas diferentes, sempre estão abertas a novas ideias e opiniões. O filme se passa em um castelo medieval na França, propõe que sempre procuremos buscar o novo e para isso é necessário desvencilharmos nosso individualismo e também ampliar nosso campo de percepção. 

Ponto de Mutação é um filme que baseia-se nas teorias de Newton, Descartes e Bacon, onde temos reflexões de vida, do ser humano, do nosso modo de pensar, agir, reagir e observar. E nunca deixarmos nos influenciar por nada e nem ninguém, sempre buscando a razão.

Amanda Gomes Caldas, 1º ano de SS/Diurno
Análise do filme Ponto de Mutação 

Transcendendo a existência

Como sugere o título do filme, assim se faz seu contexto. 
O que é a vida ? 
A evolução da consciência é um ponto muito claro visto no filme, a ideia de transcendermos todos os acontecimentos ao nosso redor e todas as idéias que temos de nós mesmos, saber que o silenciar e ouvir, para poder refletir é tão mais importante que gritar aos quatro ventos nossa individualidade e egocentrismo. 
Desde sempre o ser humano é egocêntrico em suas atitudes e seus pensamentos, é assim, e é por esse fato que com o passar do tempo as pessoas se viram em seus mundos, satisfazendo as suas vontades apenas, nesse mundo não existe consciência do todo, e das consequências que ele trás, muito pelo contrário o indivíduo é o senhor da verdade, privilegiando somente suas ideias.
Desconstruir, reinventar, propor, escutar, opinar, e acima de tudo agir são coisas que transcendem a existência, e são gestos que agora mais do que nunca precisam ser despertos nos seres humanos, há que se transcender todas as ideias, silenciar pra escutar. Estamos todos envoltos nessa complexidade e ao mesmo tempo tão frágil coisa que é a existência. Fica abaixo uma citação de Jair Tércio que me chama muito a atenção e que resumidamente se alinha ao filme:
"A consciência é um útero, no qual uma nova humanidade pode ser concebida; e de onde ela pode surgir". (Jair Tércio)

(Aline Neiland - 1º ano SS - noturno)


Preparado á mudanças .

  Quando se juntou um poeta, uma cientista e um politico fracassado, se juntou em uma prosa, maneiras de ver os problemas do mundo e métodos que explicam o comportamento do homem diante deles.
 Os problemas enfrentados pela humanidade estão escancarados para todos, cada qual lida com ele de acordo com sua realidade. Os políticos, lidam de acordo com votos, ou seja, mesmo que cheguem a raiz do problema, não iram mudar seu modo de agir, não vão contrariar a população, que por sua vez vivem em uma sociedade, mas isolados em si, livres para pensarem em seus próprios princípios e agirem de acordo com eles. Os Cientistas veem as dificuldades enfrentadas, uma forma de criticar a sociedade e seu comportamento atual, pois novos tempos, requer do homem uma maneira mais atualizada de se pensar. Encaram com maior realidade em si, pegando como base pensamentos filosóficos, como Descartes que tinha do mundo uma visão mecânica, onde o homem e tudo ao seu redor eram maquinas e se comportavam como tal. Há ainda quem pensa e reflete esse modo de pensar, mas se desse modo os conflitos ainda existem, porque não encontrar uma nova maneira de ver o mundo ?! Essa é a questão levantada em todo filme " O Ponto De Mutação", o homem nada faz com sua realidade, do que esconde-la em um tapete em busca de méritos e reconhecimento, tardando os efeitos desse comportamento voltado ao lucro.Entrando em contradição por si só, pois não buscam resolver o problema ao todo e sim por fragmentos.
Outro filosofo citado foi Bacon, onde do ponto de vista politico, a realidade se transformou em tortura, com a ciência e a constante busca poder !.
Enfim, o filma faz uma critica a sociedade e em seu comportamento individualista, do que vai adiantar ganhar essa "batalha" se não terá o que comemorar ?, essa deveria ser a pergunta feita pelos governantes, cientistas e sociedade geral todos os dias.

   




Maria Carolina Paulo Almeida- SS Noturno.

Abrir horizontes

   O filme traz uma discussão sobre os tempos. O agora, o futuro. São três pessoas discutindo: o político, o poeta e a cientista. Estes de diferentes áreas, com saberes diferentes debatem sobre atitudes dos seres humanos e deles próprios e a partir desta discussão são abordados as visões de Descartes e Bacon como crítica à alguns métodos que diziam ser o certo.
   Eles trocam informações e conhecimentos sobre problemas do nosso cotidiano como por exemplo: o efeito estufa, a miséria, as doenças, entre outros, e sobre o Meio Ambiente, que deve ser preservado para a existência do ser humano.
   Assim como a cientista diz, nós devemos mudar nossa maneira de ver o mundo, não pensando só em si mesmos, mas no próximo, para assim conseguirmos resolver todos os problemas que estiverem ao nosso alcance e não cairmos na mesmice de achar que nunca nada terá um resultado melhor.
  
                                  (Roberta Santos Martins 1 ano SS - Noturno)
  

Um Novo Olhar Ao Mundo

O filme “Ponto de Mutação” apresenta ideias discutidas sobre as visões do mundo entre três pessoas: uma cientista, um poeta e um político. Cada um possui um ponto de vistas sobre os determinados assuntos discutidos entre eles.

Em relação com nossa profissão, que é o Assistente Social, ocorre uma crítica interessante em relação aos problemas globais, como as superpopulações que são ganhos econômicos e sociais que reduziram o papel da família, a quantidade de crianças que morrem no mundo por passarem fome . São esses os problemas que fazem parte de um sistema que envolve economia, meio ambiente e sobretudo a divida também do Terceiro Mundo, ou seja, muitas crianças perdem suas vidas para poder pagar as dividas de seus países e outros pagam os juros com crianças subdesenvolvidas, isto que a própria cientista reflete com seus companheiros naquele momento. E enquanto tem crianças, adultos, idosos morrendo por determinadas guerras decorrentes, os Estados Unidos vai lá correr atrás de gastar com armamentos.
Cientista diz que o mundo deve ser visto de maneira separada, que uma peça pode ser concertada sim, mas pode se quebrar a qualquer momento, pois o que se conecta a ela foi ignorado.  É preciso ver o mundo de outra maneira, para pensarmos ou querermos mudar algo nele, não somente por questões sociais, mas também, por questões ambientais, econômicas, culturais, e acima de tudo políticas. 
E por fim deixo uma música como relação ao meu pensamento perante o filme, da qual sempre gostei do cantor Michael Jackson, que sempre quis mostrar em suas músicas o que acontecia ou aconteceu de real pelo mundo, querendo promover reflexões a toda sociedade de que ele mesmo queria mudança por parte do ser humano.  



Ana Carolina dos Santos Soutello Alves / 1ano de SS Noturno 

Metamorfose (Filme: Ponto de mutação)

Desde o começo da história humana o homem sempre esteve em constante mudança e evolução, seja na forma biológica ou cultural. 
A partir da análise do filme Ponto de Mutação, nos deparamos com a dificuldade em defender suas próprias ideias, e buscar respeitar as ideias alheias. A ideia principal do filme está na forma como três figuras diferentes se relacionam por um mesmo objetivo. Essa relação é dada a partir do respeito e compreensão à ideia do outro, ainda que esta seja totalmente contrária. 
Baseado em descobertas e estudos filosóficos, o filme induz que a espécie humana está sempre em constante mudança, sendo que precisamos primeiro passar por ela para atingirmos a plenitude da sabedoria. Para que haja a construção dessa sabedoria, deve-se aprofundar nos conhecimentos científicos e desapegar-se do senso comum. 
"Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses." (Rubem Alves).


Laís Andrade Garcia - 1º ano de Serviço Social Noturno

Um basta à estagnação.

Em meio tantas crises, em um mundo tão sofrido,
E o homem ainda necessita de mais do que o faz sentir coagido.
Ora políticos! Não funcionamos de forma mecanicista como os relógios,
Não diga o que a maioria quer ouvir, precisamos entrar em novos estágios.
Precisamos superar as crises de percepções,
Para assim nos livramos de um mundo com más situações.

O maior problema a ser enfrentado consiste na forma em que os homens enxergam o mundo,
Resolver problemas para surgir outros, escravizar a natureza, esquecer das minorias e os mais fracos... porque tudo deve ser desse modo?
Há forma de reavaliar!
E esta política, economia, mal uso da ciência e problemas sociais fazer calar.
É para isso que existe o nosso pensar,
Para utilizar nossa razão e fazer toda essa tempestade passar.

A vida é repleta de probabilidades que podem ser conectadas,
Porém, de início devemos mudar nossas ideias estagnadas...
Estagnada a cegueira mediante à ecologia, estagnadas à corrupção...
Estagnadas em viver somente em meio a decepção.
Como disse Sônia – personagem do filme Ponto de Mutação –
“Devemos mudar tudo de uma vez, ideia, valores e instituição.”
Como realizar essa transformação?
O mundo carece mudar sua visão!

Ivone Carolina Fernandes da Silva - 1º ano - SS Noturno

Ponto de Mutação

      O filme ponto de mutação relata um dialogo com três personagem: Sônia uma cientista, Thomas um poeta e Jack um politico. O tema principal do filme, nos leva a ter uma reflexão sobre a existência humana, sobre nossa importância no mundo, nossas ações que temos sobre ele, e como tem personagens em diferentes áreas, permite uma discussão de diferentes pontos de vistas, como cada um reflete sobre o mundo e visões que tem em comum.
    O filme baseia-se em definições de grande filósofos e cientistas, como Descartes, Bacon e Newton, pois o homem, busca na ciência, ideias, pensamentos para resoluções de suas duvidas  sobre questões como cura de doenças terminais, fome, desmatamento, colocando formas diferentes de pensamentos, pois o homem não busca apenas respostas para seus problemas, mas soluções para compreende-la, nos levando a refletir o que temos feito para muda-la e melhora-la.
    O filme também nos faz refletir, como nos da espécie humana, vivemos muito mecanicamente, pensamos muito em nos mesmo, "vejo o corpo nada mais como uma maquina" .
     A reflexão que o filme nos traz sobre  a especie humana, me faz pensar que temos muito para aprender, compreender e sempre buscar o conhecimento para melhorarmos como pessoa e mudarmos nosso pensamento sobre o mundo e nossa reflexão sobre o homem. 
Andréia Aparecida da Silva 1° ano S.S. Noturno

Constante mutação !

Tanto no filme, quanto na vida real é assim, cada um tem sua opinião e argumentos sobre determinado assunto.
Porém ao vermos esses três personagens e refletirmos sobre a atitude que tiveram podemos aprender que independente do nosso ponto de vista, chega um período em que devemos entrar nesse “ponto de mutação” e ouvirmos a posição do outro, colocar em pauta a nossa, mas estarmos dispostos a abrir nossa mente.
Vivemos em sociedade, não somos um sozinho, por isso é necessário abandonar esse individualismo que há em nós. Da mesma forma que não se pode separar o homem também não da para separar seus problemas, é um todo que deve ser bem analisado, para assim chegarmos o mais perto de soluções.
Saiamos do conforto do nosso dia-a-dia e entremos sempre no anseio da mutação, pois transformação, renovação, mudança acontecem e são necessárias.


JULIA CRISTINA DA SILVA 1SS NOTURNO 
A proposta
O filme retrata a discussão entre três personagens de diferentes áreas: um político desmotivado com o seu governo, um poeta que saiu de sua cidade e se destinou à França para fugir da competitividade das grandes cidades e uma física que passa por uma crise existencial, todos com opiniões diferentes, porém em busca de mudanças.

O mundo atual vive uma constante crise
crise esta denominada alienação
gerando mentes fechadas
designando o mundo com sua própria visão.

Não procura ao menos um conhecimento
uma nova maneira de visar,
tentam fragmentá-los,
ao invés de superar.

O ser humano é egoísta
e não pensa no mundo como um todo
muitos não aceitam ideias de cientistas
e vivem na "caverna" como tolos.

É tempo de mudanças, 
de buscar novas ideias e ir a fundo,
entender para depois resolver
gerando uma nova visão de mundo.

Giovana Bandim, 1° ano SS noturno


Refletir e mudar

A vida não pode ser vista como uma linearidade, assim como as expressões da questão social também não.
Tudo ao nosso redor está interligado. Por exemplo, o desemprego causa a fome, que também leva a falta de educação, que leva a moradia precária, que aumenta a desigualdade social e assim sucessivamente.
Essas expressões sociais sempre estiveram presentes na sociedade, independentemente do modo de produção vigente, ou seja, para solucionar ou pelo menos tentar amenizar esses problemas não adianta colocar culpa no capitalismo, tem que se ter uma visão geral dos problemas .
Questionar-se a respeito do que é possível ou não, do que é verdade ou não, se agimos certo ou não, pode nos levar à uma revisão dos nossos ideais e consequentemente a uma mudança de comportamento que é o que precisamos para conhecer o que tem ao nosso redor, e assim, reconhecer nossa função na sociedade.

Alessandra Ferreira Figueiredo - Serviço Social - Matutino

Filme: Ponto de mutação
    A importância dos conhecimentos
O filme diz respeito a modos de pensar diferentes. Onde é discutido entre três pessoas ( a cientista, o político e o poeta), diferentes aspectos do mundo.
Com um saber diferente um do outro, essas pessoas  debatem diversos temas, cada um com sua argumentação e seu ponto de vista, embora alguns não estejam certo.
Com isso, há uma busca de entender o pensamento do outro durante as cenas, todos trocam conhecimentos, e debatem.
Podemos observar, que o conhecimento anterior ou seja dos filósofos, que foi bastante ressaltado ( Descartes, Bacon), foi de suma importância à tudo o que conhecemos hoje. Desde o inicio dos tempos, é indispensável conhecimentos, desde os mais simples, até os mais complexos.
Contudo, tais conhecimentos, se assimilam, estão ligados, provém de outros, é questionado, esta sempre se aperfeiçoando, em busca de melhoras e mais complexidades.

Larissa Gonçalves Ferreira, 1º SSD

Renovação,
do mundo uma nova percepção.
O filme pode ajudar com nossa compreensão,
dos muitos lados que o mundo possui.
Descrição da realidade ele inclui.

Mudar nossa cultura individualista e materialista,
romper com o nosso aspecto capitalista.
Buscar por diferentes conhecimentos,
através de muitos questionamentos.

Três visões diferentes,
partes integradoras e interagentes.
Autocrítica do pensamento da humanidade,
uma verdadeira complexidade.


                                                      Caroline dos Santos, 1º ano Serviço Social - Noturno


Verdadeiros tempos de mutação

O filme " Ponto de mutação" conta a encontro entre três pessoas diferentes, uma cientista, um poeta e um político. Uma Cientista que esta frustrada com o destino de seus estudos, um poeta que se encontra em crise e um político que se diz fracassado por perde a ultima eleição. Sonia a cientista defende a ideia de somos uma teia inseparável de relações, e que a visão dos filósofos foram necessária para chegar até no momento, mas que agora é tempo de mudanças, tempo de pensarmos mais ecologicamente.Tomar atitudes que previnem, e não criar intervenção depois do problema já está ali. Como os três estão abertos a novas ideias, discutem e escutam as suas ideias, suas teorias.
O principal desafio do filme e das relações é mudar a forma de enxergar o mundo. Mundo esse que vive sobre um eterna sistema. Por isso faz- se necessário a mudança de pensamento, pois o tempos mudaram, a tecnologia avanço e o homem não, está com a mesma visão e atitudes.Estamos em tempos de mudanças , em tempos de mutação de visão e atitudes. As teorias que já foram apresentadas até hoje, nos trouxe até aqui, agora precisamos de novas para prosseguir.

" (...) a vida é infinitamente mais do que as suas ou as minhas teorias a respeito dela."
Ponto de mutação


”Não, é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-me como posso, entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus."


Paula Eduarda Martins Coutinho 1º ano Serviço Social, Noturno.