segunda-feira, 7 de abril de 2014

O mundo em constante mudança

O filme Ponto de mutação relata o encontro de três pessoas,com diferentes profissões e também diferentes opiniões.Jack é um politico,que esta desmotivado com a politica,por não ter sido eleito e pela forma que ela está sendo exercida pelos políticos. Tom é um poeta que se encontra na crise da meia idade e Sonia é uma cientista que se considera uma ex-cientista por estar desmotivada com a profissão por ter descoberto coisas que ajudaram para a fabricação de bombas.
O encontro desses três leva a uma junção de ideias e conhecimentos,que envolve a química,a física,a biologia e a filosofia. Juntos eles buscam compreender como é o mundo,as coisas que acontecem,buscam compreender o ser humano.
A cientista acha que tudo esta em sintonia,tudo esta interligado,e acredita que quem é responsável pela coisas ruins que vem acontecendo no mundo é culpa do próprio homem,um exemplo é a poluição do meio ambiente,e ela acredita também que o avanço ta tecnologia não traz apenas benefícios.
Já o Político busca compreender como colocar essas ideias,essas mudanças na política,como fazer com que os eleitores acreditem em um mundo melhor usando diferentes métodos,um exemplo é sem tanta tecnologia,convencer-lhes que a tecnologia traz consigo alguns malefícios.
O poeta esta de acordo com a ideia dos dois.
Na minha opinião o mundo esta sim sempre em mudança,mais nós seres humanos temos que ter discernimento para sabermos até que ponto essas mudanças podem ser boas para o mundo em que vivemos,até que ponto devemos introduzi-las na nossa sociedade.
                                                 Júia Fonseca-1° SS/Noturno
Ponto de Mutação:

Transformações

O filme se passa na França, onde dois amigos Thomas, um poeta,  Jack um político candidato a Presidência dos EUA e Sonia, uma ex-cientista como ela se autodeclara, começam uma conversa despretensiosa sobre a vida e suas constantes transformações.
Jack defende a ideia de que se deve usar o conhecimento para combater o mal, ele acha assim como Descarte que tudo é como maquinas, que é só trocar as peças com defeito e problema resolvido. Já Sonia acredita que tudo na vida é como um grande sistema, tudo está conectado, e que a prevenção do problema é melhor que o combate, menos doloroso. Thomas como um poeta sensível, concorda com ambas opiniões.
O filme levanta muitas questões sobre filosofia, química, física, a vida e a natureza. Como tudo está conectado e como de uma maneira singela porém extraordinária estamos sempre em mutação.

Ana Cláudia Alexandre  1° S.S noturno.



Ponto de Mudança

O filme Ponto de Mutação conta a história de três personagens com  profissões diferentes e também opiniões diferentes que se interagem a todo o tempo  do filme mostrando seus pontos de vista.

Este filme se passa na França e aborda temas como tecnologia, política ,meio ambiente , futuro e o bem estar do ser humano que cada vez está mais ligado com os avaços tecnlógicos com isso agredindo a si   mesmo, a natureza e seu redor.

O filme pretende passar a ideia que os seres humanos como um todo devem se interligar pra chegar a um mesmo objetivo sendo este repensar em como se viver desse momento para frente sem agredir o meio ambiente, pois quando mais avanços tecnológicos  mais se tende a deixar de viver com racionalidade sendo que isso é o que sentido a vida pois traz além da tecnologia   traz o avanço da mente.


Jordânia   Mara    1°ss diurno

 Ponto de mutação


               Esse filme vem relatar os pensamentos diferentes entre três personagens o poeta, a cientista e o politico.
               O poeta como alguns vive de sonhos, ilusões, tentam enxergar um mundo diferente a sua volta.
               A cientista que tem grande sabedoria, mais em certo ponto se arrepende de sua profissão. Sua profissão por um lado trouxe um bem enorme para a humanidade com suas descobertas, só que por outro lado trouxeram também a tristeza para muita gente, pois conseguiram descobrir elementos que só causam a destruição, como exemplo uma bomba. 
               Já o politico tem o mesmo pensamento igual a todos os políticos, quer apenas pensar em seus interesses, as vezes sabem que podem fazer diferente mais infelizmente não querem, pois muita das vezes tem medo de ficar com o nome manchado na história.
               De certa forma sera que os três poderiam ser diferentes?

                             José Carlos Duque de Oliveira 1.Ano S.S. noturno

Lúcia - 1º ano de S. S. diurno

              Conhecimento com responsabilidade

Desde a antiguidade o homem vive em busca de conhecimento.
Na época de Descartes acreditava-se que o homem deveria observar a natureza e utilizando a razão extrair dela todo conhecimento necessário para o seu crescimento, já Bacon acreditava que deveríamos doma-la.  
No filme "Ponto de Mutação", vemos a discussão entre uma Cientista, um Político e um Poeta, sobre conhecimento e a forma correta de utiliza-lo.
O Político acha que o conhecimento deve ser utilizado para combater o mal que acomete a humanidade, já a Cientista acha que esse mal é causado pelo homem, que visando o bem próprio está degradando o nosso planeta e destruindo o seu semelhante, segundo ela o conhecimento deveria ser usado para prevenir o mal e não só combate-lo, o Poeta como não poderia deixar de ser acredita que ambos esta com a razão.No meu ponto de vista o conhecimento trouxe muitas coisa boas para a humanidade, mas estas descobertas tem que ser utilizada de forma responsável, visando a preservação do nosso planeta para as gerações futuras.  

                                                    
                                                     PONTO DE MUTAÇÃO 
   
O filme mostra o quanto o encontro entre três pessoas diferentes entre si, pode provocar uma troca de saberes e conhecimento, apresentando as maneiras em que os personagens tendem a ver o mundo. 
    Ao decorrer do filme são citados vários autores como Descartes, Einstein, Bacon e outros na tentativa de explicar a visão dos personagens sobre a realidade, com seus diálogos interessantes os três personagens nos levam a ter uma visão diferente de mundo, onde existe uma relação entre tudo no mundo, ligando problemas sociais a ambientais e etc. 
   No final chega-se a seguinte conclusão, a humanidade só poderá resolver os seus problemas se cada ser humano mudar a sua visão de como enxergar os problemas do mundo.

Fabricio Venerando 1º ano ss noturno
Ponto de Mutação

O termo mutação tem por definição a mudança na sequência de alguma coisa relacionada a biologia. No filme pode-se perceber que esta mudança está associada ao modo de ver o mundo, ao modo de produção, a política, ao meio ambiente e há vários termos. Uma das personagens, a cientista, busca no decorrer do filme deixar claro que esta mudança é essencial para continuar a viver, é necessário uma mudança nas nossas atitudes, ter uma visão mais humanista, percebendo que o mundo não gira somente em torno de poder, riquezas e outros aspectos do gênero. Gira em torno, na verdade, do próprio mundo, da natureza, do ser humano como simples partícula no planeta, e é através deste homem que a mutação se inicia, através da mudança de alguns conceitos, mudanças de hábitos... Somente assim irá ocorrer uma grande mutação no mundo, a seu favor.
"Que se permita a todas as coisas fazerem o que elas naturalmente fazem, de modo que sua natureza fique satisfeita." (trecho do filme O Ponto de Mutação - Fritjof Capra)

José Carlos Simão 1º Ano - SS Noturno
Ponto de mutação

 Pensamento multifacetado

No filme, ponto de mutação, fazem parte dele tres personagens principais que vêem o mundo com uma visão diferente. Uma cientista, um candidato a presidência e um dramaturgo, se encontraram por um acaso em um castelo na França. Começam um diálogo sobre diversos assuntos, tinham idéias diferentes mas que se ligavam de uma certa forma ao fim de seus pensamentos.
Em meio a esses diálogos, que dura cerca de um dia, discutem sobre pensamentos e teorias de Einstein, Rene Descartes, ecologia entre outros. Ambos tinham o pensamento final semelhantes, de que para a sobrevivência do ser humano, só é possível se formos capazes de mudar radicalmente os valores. Mudança a qual refere-se em atitudes mais orgânicas, fraternas entre os homens e a natureza.

Camila Borges (1 S.S noturno)
Graziela Donizetti dos Reis 1º Ano SS Diurno

CONEXÕES INVISÍVEIS
O filme demonstra o quão obsoleta está a visão atual que o homem tem do mundo, visão que ignora o fato da natureza se renovar e evoluir  constantemente. Sonia é enfática do início ao fim do filme na ideia de que é necessário ter uma visão diferente do mundo, uma visão menos individualista, mercadológica e insensível.
 Sonia acredita que quando o ser humano entender que faz parte do todo e que o todo é parte dele, então fará trocas saudáveis de energia, pois há troca de energia o todo tempo . Ela cita o modo cartesiano como rígido e incapaz de solucionar os problemas atuais, também cita a teoria dos sistemas vivos como possível solução para os problemas.
A ideia de estarmos todos conectados por uma teia de invisível deveria fazer com que o homem cuidasse melhor de si, do seu próximo e do seu planeta, já que o homem é parte do todo e o todo é parte dele, ou seja , podemos nos ver como membros integrantes de um sistema vivo maior.


O ponto de mutação social

Um átomo é 99% espaço vazio, a matéria é formada pela inter-relação entre os átomos ou  particulas. No que a cientista Sonia chama de teoria dos sistemas, a existência de cada ser vivo tem base na sua relação com os seres vivos, com o ambiente o sistema que o cerca.
Assim, podemos também relacionar esta teoria a vida de uma pessoa, onde todos os fatores e áreas estão interligados: Desde a área financeira, social, , afetiva, religiosa, o meio em que vive e etc. Na vida do ser social, uma coisa acaba dependendo  e puxando a outra, cada área reflete na totalidade do individuo, fatores internos e externos.
O filme também, nos convida a reflexão, pelos temas abordados e ideias apresentadas, principalmente pelas diferenças dos pensonagens (um político, uma cientista e um poeta) que trazem diferentes pontos de vista, o que também pode ser colocado na perspectiva  social, onde no nosso cotidiano, nos deparamos com diferenças, tanto de opiniões, quanto de credos e etc.


Miriã E. Monteiro Bandim, 1° S.S. diurno.

Ponto de Mutação.

O filme mostra o encontro de três pessoas com diversas opiniões sobre o mundo, onde na França  tentam entender o paradigma da vida no mundo atual. Baseados nas observações e o ponto de vista de cada um nos principais problemas vividos na sociedade no século.
É trazido de forma muito instigante na conversa das personagens, que na verdade o que levou a união para essa conversa foi o modo das pessoas na sociedade, surgindo na conversa vários temas como meio ambiente, política, saúde e outros, dando diferentes perspectivas sobres os temas.
Através do dialogo das personagens é concluído que o que leva a sociedade a sua situação atual é o individualismo das pessoas, e o que ameaça a sociedade pode ser mudado por todos, se não agirmos de forma individual e mudarmos nossos valores.

(Mariana de Castro Pereira- 1° Ano- SS Noturno)


É necessário mudar

O filme "Ponto de Mutação" se passa no litoral da frança, onde um castelo abriga o encontro inusitado entre um político estadunidense frustrado com a política do país, um poeta que esta passando pela crise da meia idade e uma cientista em física revoltada com o rumo das suas pesquisas, gera um diálogo intenso.  Em suas conversas fica claro a insatisfação deles em relação a forma das pessoas em ver o mundo porem eles mesmo tem ideias completamente contrarias. Cada um defende seu ponto de vista e mostra sua visão das coisas, tentando defender a sua ''salvação'' para o planeta. Durante a conversa Descartes, Einstein, física quântica e muito mais surge para ilustrar as idéias e conceito. ''Ponto de mutação'' faz uma critica aos antigos filósofos e nos faz analisar a forma de ver o mundo e interpreta-lo, cada jeito de pensar tem um pequeno fundamento e as vezes juntando todos é possível achar uma unica ideia que atenta as necessidades. As vezes a união é a melhor saída para a vida, é necessário deixar de lado nosso pequeno mundo para conhecer os outros e assim evoluir. Conclui-se que vamos evoluir a partir do momento em que deixarmos de ver somente uma visão das coisas e ir alem, entender as coisa como realmente são. É preciso parar de fazer tudo no automático. Ponto de mutação nos ensina que é preciso uma nova forma de ver o mundo.

''Quando as estruturas sociais e padrões de comportamento tornam-se tão rígidos que a sociedade não pode mais adaptar-se a situações cambiantes, ela é incapaz de levar avante o processo criativo de evolução cultural. Entre em colapso e, finalmente, desintegra-se''

Luana Tomaschitz, 1º SS Diurno

O nosso ponto de mutação


O assunto abordado pelo filme "Ponto de mutação" vem de encontro com vários aspectos do nosso dia a dia, da nossa realidade. Dentre tantos, um em especial me chama a atenção: a diminuição da maioridade penal.

No filme, os personagens interagem cada um mostrando suas ideias e pensamentos sobre a vida, o mundo, nossos problemas, os avanços e retrocessos no decorrer da história da humanidade e assim gerando uma mutação de visão perante as coisas.

A personagem Sônia, propõe, assim como tantos outro pensadores, que paremos de separas as partes (prática que se inicia com Descartes) quando solucionarmos os problemas e passemos a visualizar o todo para erradicar os problemas em si.

Trazendo isso pra nossa realidade, algumas autoridades estão propondo diminuir a maioridade penal em vez de ter uma visão holística (ou ecológica como propõe a ex cientista) e melhorar a condição de vida das pessoas, dar educação de qualidade, moradia, alimentação e lazer para diminuir drasticamente os índices de criminalidade infantil.

A visão ecológica que a personagem nos passa é semelhante ao pensamento complexo que estamos estudando e que "Implica que nos situemos para além do conceito estático e entremos no espaço do macroconceito" (MORIN, 1999, p. 92)

Considero que esse tipo de pensamento, que rompe com o cartesianismo, logo será modelo para as disciplinas, para a política, para as pessoas, os problemas e tudo que é relacionável!

Larissa Cristina Oliveira - 1º ano diurno

Diferentes formas de visões sobre os mesmos fatos.

  O filme Ponto de Mutação trás para seu público os questionamentos e as repostas de diferentes pontos de vista. Entendo que o personagem do poeta no filme envolve a temática dos sentidos e que é contrário ao personagem do politico que é totalmente racional. A personagem Sonia vem para mostrar a visão cientifica dos questionamentos levantados no decorrer de todo o filme.
  Um ponto importante levantado no filme é a relação entre todas as coisas do universo, onde Sonia defende que tudo o que há no universo esta interligado de alguma forma, formando uma teia, e que nosso objeto de analise sempre tem que ser um todo e não algo fragmentado.
  Um exemplo que o filme cita para reflexão do inteiro e do fragmentado  é o relógio, onde Sonia defende que se uma peça apresentar problema a causa do problema pode estar em outra peça, assim analisando somente aquela peça não encontraremos a raiz do problema que esta no todo. Já Jack acredita que se trocarmos aquela unica peça resolveremos o problema por hora.
  Outro problema levantado por Sonia é a humanidade sendo transformada em maquinas onde tudo gira em torno do racional, ela faz uma critica a Descartes e Bacon.

Marcela Casagrande Manzolli, SS, Diurno. 


A nova doença da sociedade

Estamos vivendo em um mundo contemporâneo , onde tudo avança e muda muito rápido. Entretanto  nós seres humanos continuamos vivendo em  uma sociedade com ideias ultrapassadas e antigas. Enquanto a tecnologia , a medicina , a industrial e muitos outros campos avançam nossa mente e ideias continuam alienadas. Não será porque tudo isso que avança é ligado ao capitalismo e ao poder?E que nós sociedade devemos seguir nossa vida como manda o capital e não como gostaríamos sendo que é o próprio que nos corrompe e nos destrói.
Consegui enxergar que tudo faz parte de um sistema , e que esse sistema quer nos cegar empregando soluções rápidas para os problemas sociais , remediando-nos ao invés de prevenir.  O avanço da medicina e  a descoberta de novas curas para as doenças recebe um grande investimento , enquanto poderíamos investir em campanhas de prevenção investigando o que levou aquela situação e prevenindo a sociedade.
Porem o capital quer nos ver cada vez mais adoecidos para nos induzir a aceitar sua visão de que está fazendo o bem com criações de "projetos e comissões" , mas se pararmos para pensar tudo que o homem pesquisa e busca encontrar a cura é para alguma doença que ele mesmo criou.
Não criaríamos maquinas para despoluir os rios se não o tivéssemos feito , não fiscalizaríamos nossas florestas se não a tivéssemos desmatado."Saber é poder" , concordo , mas e quando nos apropriamos desse poder para criar algo nocivo?Primeiro criamos a doença pra depois procurarmos a cura.
Contudo chegará o dia em que encontraremos nosso "ponto de mutação" e começaremos a nos questionar e refletir sobre o impacto que nossas atitudes causam na sociedade em que vivemos. Será que é este mundo que queremos deixar de herança para nossos filhos e netos?Essa crise de percepção tão citada nos mostra um individualismo , e as ideologias dominantes que adotamos nos torna pessoas pequenas diante do grande poder que temos de mudar o mundo.
Essa "não importância" que damos pro mundo é a nova doença da sociedade ; onde temos que nos fazer de tolos para sobreviver nela.
                                  "É tolo uma sociedade apegar-se a velhas ideias em  novos tempos , como é tolo um homem tentar vestir suas roupas de criança"
                                                             Thomas Jefferson.

Análise do filme Ponto de Mutação

“Ponto de mutação” é um filme que nos faz pensar sobre como avaliamos os problemas que podem vir a surgir em variadas áreas de nossas vidas. De certa forma, o filme é uma critica a maneira cartesiana de resolver tais problemas, ou seja, uma critica a tendência que temos de ramificar tais problemas, sendo que estes fazem parte de um todo que é inseparável.
Entendendo que tudo esta conectado, a visão geral se torna muito mais clara. Deve-se conhecer muito bem cada partícula, para então se conhecer muito bem o todo. Não só os problemas e indagações, mas o mundo, este também deve ser visto como um todo e nós, todos os seres que nele vivem,desde um fungo até o maior oceano que existe,tem grande importância para que o mesmo seja compreendido.

Germayne Francisco Silva-1º SS-Matutino

Filme: Ponto de mutação

Ponto de vista do senso (in)comum

O filme “Ponto de mutação” é baseado num diálogo entre um político fracassado, um poeta e uma ex-cientista, possibilitando pontos de vista diferentes sobre um mesmo assunto. Tem como plano de fundo uma fortaleza medieval, representando esta o isolamento do pensamento.
            Esse diálogo tem como foco a filosofia de Descartes e Bacon, que ainda representa marcas na sociedade contemporânea, sendo comparado o mundo de antes e o de agora. Abrange teses sobre vários assuntos, desde a natureza e seu decaimento, até o sistema capitalista, sempre com enfoque nos problemas mundiais.
            Fica claro que a prevenção é melhor que a intervenção, tese contrária a de filosofias antigas; e que há a necessidade do desapego dessas filosofias que foram importantes em outra época para podermos refletir outras que encaixam melhor na contemporaneidade.


"Ao término de um período de decadência sobrevém o ponto de mutação. A luz poderosa, que fora banida, ressurge. Há movimento, mas este não é gerado pela força... O movimento é natural, surge espontaneamente. Por essa razão, a transformação do antigo torna-se fácil. O velho é descartado, e o novo é introduzido. Ambas as medidas se harmonizam com o tempo, não resultando, portanto, daí nenhum dano."
I Ching - China, dinastia Chou (1150 - 249 a.C.)



(Letícia Braga Carrijo – 1° ano SS – Noturno)

Alienados em si próprio

O filme O Ponto de Mutação relata uma crítica ao meio em que as pessoas vivem de acordo com o conhecimento pois elas não estão apitas para estarem com a mentalidade aberta a receber outros tipos de ideias. Contudo, através de outras pessoas, filósofos, pesquisadores e estudiosos podemos questionar e aprender outros tipos de saber como no exemplo do candidato a prefeito no filme em que ele era a imagem dos seres humanos que não conseguem abranger seus conhecimentos, no entanto, através de fatos ele começou a entender e a querer aprender mais sobre os outros assuntos nos quais não erma de se seu conhecimento.
Outro ponto que o filme aborda são os fatos de que a partir do Iluminismo passou a existir muito mais motivações, formas e filósofos que se arriscaram para descobrir algo de que até hoje são influenciadores dos estudos recentes.
Para concluir, o ser humano está sempre buscando outros tipos de conhecimento para adquirir a si mesmo mas que no passado as pessoas estavam muito mais fechadas para receber ideias diferentes e mudar sua forma de agir e pensar

A mutação do mundo pode acontecer?

O filme Ponto de Mutação retrata a conversa de uma cientista, de um senador e de um poeta em um castelo medieval da França, os três personagens possuem visões diferentes a respeito do mundo o qual estão inseridos. Para a cientista o mundo deve ser visto como um todo, já para o senador deve ser fragmentado.

Sonia, a cientista, tenta provar em seu discurso que os problemas sociais como a fome, a miséria e os problemas ambientais estão interligados com percepção que as pessoas têm do mundo, ou seja, mudando a maneira como as pessoas o vêem, mudaremos ele.

Jack, o senador, que acaba de sair de uma derrota na disputa pela presidência dos EUA, acredita que só poderia “enfrentar” o mundo se fosse como os outros políticos ou sendo o que as pessoas queriam que ele fosse. Thomas, o poeta, vive em uma crise existencial, pois antes escrevia sobre os políticos, mas decidido abandona essa temática.

Ao longo do dia, os três discutem muitos pensamentos como Descartes, Bacon e Newton. Sonia tenta demonstrar que esses pensamentos (paradigmas) devem ser deixados de lá, pois os problemas do mundo mudaram e não podem mais ser resolvidos através de paradigmas antigos. Ao final do dia ela consegue transmitir sua mensagem que só poderemos mudar o mundo se mudarmos a visão que as pessoas têm dele.


Natyéllen Casimiro de Moraes – 1º ano SS – Diurno

Ponto de realidade

Em “O ponto de mutação” somos apresentados a um político e um poeta, que se dirigem a uma fortaleza medieval para conversar e refletir.Lá encontram uma física que assim como eles esta pronta para expor sua opinião e dividir experiências .Assim começa uma grande discussão sobre o mundo, as pessoas, as relações e as coisas que nos cercam.

É interessante observar a conversa entre pessoas com crenças e formas de ver o mundo diferentes, cada um preso em seu mundo e tentando convencer aos outros e a si mesmo de que sua opinião é valida. Assim segue o filme, o dialogo passa por vários assuntos, todos muito complexos, que dizem respeito aos problemas do mundo, e como eles nos afetam.

Seguindo essa discussão, eles criticam o sistema que considera mais fácil remediar os problemas do que ir atrás de sua origem e trata-la, chegando a conclusão de que o melhor jeito de soluciona-los é mudando nossa forma de ver o universo, deixar de ver ele como uma maquina, deixar de analisar as partes individualmente para buscar entender o todo, e sim analisar o conjunto e como ele funciona.

O filme, com seu modo de não esconder o custo do sacrifico a vida, nos leva a refletir sobre nossa vida, nossa origem, a origem dos problemas e nos influencia a questionar, buscar uma respostar, pesquisar fundo, chegar ao princípio, até alcançarmos o resultado que desejamos.Alem disso, nos leva a buscar uma solução, uma forma de mudar aquilo que não nos agrada e não nos faz bem.

Julia S. Corne (1ºSS -DIURNO)


Método transcendente

Embora tenhamos buscado por muito tempo uma visão poética do mundo, das pessoas, das relações, da natureza, encaramos agora um momento de ter que repensar e mudar esta visão poética e  inerte das relações. O que implica com um novo pensamento, é a fonte  que temos que buscar para entender o mundo, as pessoas, natureza, etc. O agora nos interroga a pensar numa transcendência tanto de pensamento, quanto de ações, pensar algo que ultrapasse o modo cartesiano, e poético das coisas, pessoas e quanto mais existe.
Transcender é mudar, é mudar para algo melhor, mas que esta transcendência seja concreta, não simplesmente  transcender a realidade que existiu, mas transcender aquilo que agora existe, é importantíssimo o fato de olhar o mundo com uma visão de melhorar as ações e acima de tudo, aquilo que nos importa e importa à sociedade. Somos seres sociais, e por isso é inevitavelmente indispensável que pensemos não somente em nos mesmos, mas em tudo que nos cerca, um olhar concreto e definido daquilo que queremos transcender.
A sociedade, ou seja, nós, estamos sujeitos à pensar sempre em algo e questionar simplesmente nas redes ou em alguns métodos de comunicação, como uma forma de protesto, mas nos enganamos com isso em pensar que algo concreto esteja se fazendo, isso simplesmente se remete ao método cartesiano, pensar, falar, pensar, e nada fazer, e nada agir. Se nos julgamos revolucionários, nossas palavras pouco bastam, é preciso ir além, a ação, a reação, a pratica, um olhar que ultrapasse o cartesianismo, e que se depare com o concretismo das coisas e principalmente das consequências da sociedade às pessoas. Estar atendo as mudanças de época é importantíssimo,  pois cada método é carente de transcendências, assim como as pessoas, a busca por entende-las envelhecem, e é momento de buscar novos métodos para tal, além da visão poética, além da razão, além de somente a natureza, mas os seres em si, e suas relações transcendentes.
“O mundo muda mais rápido do que a percepção das pessoas[...]” (O ponto de mutação {35:20})

Pedro Paulo Pereira Cardoso – 1° S.S. Noturno
É certo que cada um é cada um, que cada um tem sua maneira de viver, sua historia, e sua trajetória.
Cada um tem seu próprio mundo, próprio jeito de pensar e agir.
Isso faz com que na maioria das vezes - me arrisco a dizer, sempre - não enxerguemos o mundo de outro jeito, a não ser o nosso. 
O mundo não gira só em torno da gente, esquecemos, muitas vezes, que existem outras vidas, outras pessoas, outras historias, querendo ou não, quando só se pensa em si mesmo, no próprio mundo, se deixa muita coisa pra trás, muita coisa importante, que pode não parecer relevante pra você, mas pra outra pessoa, pode ser essencial. 
Uma visão em comum, seria o ideal, uma vez que a satisfação seria maior, afinal, uma coisa leva a outra. Ao pensar em conjunto, para todos e por todos, o progresso é garantido!



"Nem tudo é como você quer, nem tudo pode ser perfeito! Pode ser facil se você ver o mundo de outro jeito. Se o que é errado ficou certo as coisas são como elas são... Se a inteligência ficou cega, de tanta informação. Se não faz sentido, discorde comigo, não é nada demais [...] Dinho Ouro Preto/Alvin L.

Júlia Carvalho Rodrigues - 1º ano de Serviço Social/Noturno

Vou procurar, eu vou até o fim!


Na barriga da minha mãe, me sentia segura, confortável, com a temperatura ideal, assim acabei desenvolvendo por ela o amor ágape, incondicional. Mas de repente me vi sem ela e lá estava eu sozinha! Todos passamos por isso, todos perdemos algo extremamente importante no nascimento e buscamos durante toda a vida suprir esse desejo, essa necessidade.

No vídeo ilustrado da música "Segredos - Frejat", o garoto é apaixonado pela lua e se desdobra até alcança-la e ao conseguir sente a necessidade de algo a mais, e vendo a Terra, se apaixona e traça como objetivo alcança-la.

Passamos por isso a todo tempo. O ser humano é insatisfeito e inquieto por natureza e quanto mais temos, mais queremos ter.


https://www.youtube.com/watch?v=Y73opo2RAPE

Larissa Cristina Oliveira - 1º ano diurno