sábado, 12 de abril de 2014

P-O-S-I-T-I-V-I-S-M-O

Progresso
Observação
Superficial
Imperialismo
Tendência
Imediativista
Valorização
Imutável
Segregação
Moralista
Ordem



Maria Aparecida Alves Caldeira-1ºano Serviço Social- Noturno
Serviço Social x Positivismo

O Positivismo de Comte nasce da necessidade de ter uma ciência para a interpretação da sociedade e ter uma perspectiva da realidade, colocando essa ciência em prática, com o objetivo de mudar o mundo compreender a sociedade e tentar controlar suas necessidades.
Com esta característica, o Positivismo confronta de frente ao Serviço Social, pela forma de buscar esta compreensão. O método positivista tenta por si só explicar os fatos de uma maneira superficial, com descrições rápidas e sem muito aprofundamento.
Por este aspecto o Serviço Social critica o Positivismo, pois segundo ele, não basta pesquisar, investigar ou aprofundar sobre determinado assunto de maneira básica ou simples. É necessário mais detalhes, mais informações, não julgando algo superficialmente.
“O importante não é um objeto isoladamente e sim o todo.” – Auguste Comte


José Carlos Simão 1º Ano Noturno S.S 

Positivismo e suas vertentes

 Com a Revolução Francesa e Industrial; dar-se impressão de que ele vendo essas transformações, essas revoltas dos burgueses querendo seus direitos reivindicando uma ascensão social, mudando totalmente um modelo de “ordem”, antes vivido influenciaram nos conceitos positivistas. A estática e a dinâmica, por exemplo, é um reflexo: pois cria-se uma simbiose e subordinação entre o progresso (dinâmica) para com a condição de vida , da ordem da sociedade (estática). Fazendo uma ponte de pensamento, essa ordem, se refere e tem um embasamento em fatos imutáveis e ele procura essas coisas imutáveis para fundamentar e dar “um norte” para o conhecimento científico; assim como a moral, que mesmo modificada tem características que se perpetuam. E essa subordinação da dinâmica para com a estática, faz com que seja permitida a previsão, a previsibilidade da sociedade, porque se você mantém uma sociedade de modo a ter situações imutáveis e uma ordem, não será difícil prever o que acontecerá futuramente; já que quase nada muda. A privatização é defendida, como também a resposta rápida, imediata para problemas sociais, onde ignora-se a causa de tal acontecimento e só levado em conta sua forma tal como está. E nesses pontos que o serviço social se contraria com o positivismo, é fato que a sociedade precisa de uma divisão de tarefas onde algumas pessoas fazem o trabalho “bruto” e outras “intelectual”, mas a visão é diferente, pois o positivismo vê com olhar imperialista, de forma de dominação e o serviço social compreende que cada individuo é importante para sociedade, ninguém é melhor que ninguém, além disso investiga as causas para resolver de fato o problema e não uma solução imediata que como já diz só resolverá de imediato. O pensamento positivista tem muitos pontos positivos, só temos que tomar cuidado na hora de colocar em prática!

( Aline Rosilei Vanin , 1° S.S noturno)
O positivismo será mesmo positivo?

A cada dia nos deparamos cada vez mais com atitudes "positivistas". Podemos considerar desde pessoas até mesmo a grupos, ou elites.
O modo positivo de ser é sempre tentar compreender algo, e tentar resolve-lo, porém seus percursos de resolução são sempre os mesmos, onde não é valorizado algo novo.
No nosso cotidiano, podemos citar como o melhor exemplo a política, na qual percebemos que ela sempre quer nos iludir, prometendo, e fazendo o insuficiente. Onde esta diz " estar disposta" a uma melhora, porém não é o que recebemos de fato. Com isso, o problema não é deixado de lado.
De acordo com Comte, como primeira percepção positiva notamos um interesse em conhecer a sociedade em seu lado real, o que se passa ao certo. Porém há uma contradição, pois ao que entendemos seria necessário novos aspectos e conhecimentos. Mas, ao estuda-lo percebemos que o seu fim é apenas utilizar de métodos já existentes.
Como consequências, tende a governos militares, onde deve haver ordem, mas além desta, é indispensável o progresso, os dois caminham juntos. Outro malefício, é o indivíduo obter apenas uma função, onde deve cumpri-la, não se pode executar outras funções. Se essa pessoa, se revolta ela automaticamente sai fora de ordem, por isso é necessário a ordem para que haja progresso. Há assim, um ciclo que não se acaba.
Contudo, essa preocupação com a sociedade foi de muito importante, porém não foi o suficiente para atender a toda demanda da população e todos os seus problemas. No entanto, o significado da palavra não está de acordo com algo positivo.

Larissa Gonçalves Ferreira, 1º SS, D.

Liberté, egalité

Foi em uma comunidade indígena que August descobriu o verdadeiro significado de Emancipação.Nascido em uma região em que as hierarquias eram determinante, como um destino, August havia se tornado um dos mais ilustres Neurologista. Mas algo o incomodava, ele sabia tanto sobre as sinapses nervosas, as partes em que o cérebro se divide e suas ligações, e nada do espirito do homem. A final, o ser humano consistia apenas na matéria? Não existiria algo anexo a seu corpo que interferisse em sua relação com o meio? E se existia, o que era? Como era?
Em seu meio social, tais indagações eram sinônimo de loucura. Que irônico seria, tamanho pesquisador tornar-se refém de seu objeto de estudo.
Lisa, sua amiga de infância e filha de Dona Cida, faxineira fiel da família, trabalhava como secretaria de seu consultório (graças a grande amizade que tinham, do contrário seu destino seria as vidraças de um grande edifício empresarial). Eterna confidente de suas “loucura”, Lisa era a única que estimulava suas descobertas e sua liberdade do “fortificado intelectual” em que viviam. Um belo dia, August decide quebrar suas algemas e ir em busca de uma nova ordem. Foi quando ele conheceu Tibiriçá, homem forte e sábio que o levou a sua tribo. Ao chegar nas novas terras, August começou a conversar com Kalola. Para ele, Kalola passava, simplesmente, de um homem sonhador, a final, que sociedade não apresenta qualquer tipo de estamento? Para Kalola e seu povo, todo ser era passível do conhecimento e, por tanto, podiam exercer qualquer tarefa.
“ MAS ISSO É UMA DESORDEM TOTAL!”, exclamava August. Kalola o indagava: “O que seria a verdadeira ordem? Impor uma tarefa a cada integrante dessa comunidade que o acolhe? Estruturar, verticalmente, o futuro dos meus semelhantes? Não é a sua religião que prega “amai uns aos outros como ama a ti mesmo”? A final, impor um destino indesejado a eles seria sinal de amor?  August, em nossa comunidade todos tem oportunidades iguais, nosso futuro é decidido por nossa vontade, interesse e aptidão.”
“ Mas e se ninguém quiser caçar? E se ninguém quiser plantar? Como vocês sobrevivem?” Perguntava August.
“August, é claro que existem tarefas indesejadas e é por isso que nos revezamos nessas árduas atividades. A nossa liberdade é tão valiosa, como indivíduo, que nos negamos a impedir o seu acesso por todos”.
August, então, conheceu o verdadeiro Kalola(significado de homem viril) e entendeu a verdadeira “Ordem e Progresso”.
Natasha Naitzk, 1°ano de Serviço Social

Augusto Comte

Progredir

Não sei o que pensar, não sei entender
Se o mundo se descontrolar, o que há de ser?
Claro Comte tudo é positivismo
o mundo é positivista,
o correto é isso, sua teoria
fez com que a sociedade controla-se a vida.
Como pode um ocupar o lugar do outro?
Cada um tem o seu lugar?
E se o pobre querer ser alguém?
Não pode? nunca foi ninguém?
Se por no lugar, ora essa Comte
não pode ir mais além?
O rico é rico, o pobre é pobre
e o sonho fica onde?
As leis são fundamentais, 
são positivista, são reais e se não existisse , 
como a sociedade iria ficar?
o positivismo é certo? É certo.
é errado? É complexo...
é preconceito? É preconceituoso
Comte esta atrasado? Não!
 nós que enxergamos errado, o moderno é hoje.
  O positivismo ficou... Ficou e esta mudando
esta clareando se deixando amolecer,
as pessoas tem o direito,
 assim como tem que entender...
Que a vida é uma liberdade, 
desde que há sua não interfira na do outro
não tenhas medo de se expressar, 
pois os tempos são outros.

Só não pode abusar, e querer enlouquecer...
pois o mundo é de todos, e os direitos prevalecer.
Não se esquece de manter certas ordens, se não tudo vira desordem.
 Progresso? Com a ordem há progresso?
Sim, mantendo equilíbrio,
 chegara ao sucesso.
A liberdade não vale para progredir?
Mantendo a ordem, sem medo de expor,
com a politica honesta a sociedade em que falamos,
para frente vai seguir.

(Ana Laura Silva -  1º ano SS noturno)